Corinthians x shakhtar
Bruno Casucci
20/01/2016
23:43
Enviado especial a Orlando (EUA)

A Fiel torcida, enfim, tem motivos para comemorar em 2016. Primeiro grito de gol, primeira vitória e um alento em meio ao clima turbulento e de incerteza por conta do desmanche da equipe neste início de temporada. Na fria noite de Orlando, nos Estados Unidos, o Corinthians bateu o Shakhtar por 3 a 2 e se despediu da Florida Cup. O clube, contudo, segue no país, onde fará amistoso contra o Fort Lauderdale Strikers (EUA), no próximo sábado.

Foi possível notar evolução na equipe comandada por Tite em relação ao jogo contra o Atlético-MG, embora novamente tenha havido certa dificuldade na armação. Mas quem precisa de Jadson e Renato Augusto quando do outro lado se tem Pyatov e Ismaily? O goleiro e o lateral-esquerdo da equipe ucraniana ajudaram ao praticamente entregarem os dois primeiros gols do Timão, em passes errados. Danilo, com assistência de Rodriguinho, e Romero aproveitaram as bobeadas e mandaram para as redes.

O Timão também cometeu vacilos, e em um deles o Shakhtar marcou o seu gol. Mal posicionada em um escanteio ofensivo, a equipe paulista deixou os ucranianos puxarem contra-ataque fatal e bem brasileiro. Wellington Nem serviu Taison, que invadiu a área e fuzilou.

Modificado e repleto de atacantes, o time europeu produziu pouco no primeiro tempo. Já o Corinthians valorizava a posse de bola, encurtava espaços ao avançar a sua linha defensiva e apostava na velocidade de Malcom e Romero. Foram dos pés da dupla que saíram as principais chances alvinegras.

O paraguaio, inclusive, voltou a marcar no fim do primeiro tempo, após desvio de Danilo em cobrança de escanteio.

Faltou novamente aos paulistas alguém para reter a bola no ataque e dar profundidade nas jogadas ofensivas, função que Danilo não conseguiu cumprir. A vaga de substituto de Vagner Love tende ser a mais difícil para Tite preencher sem reforços, já que carece de centroavantes no elenco.

Superior enquanto teve seu time principal, o Corinthians caiu de rendimento no decorrer do segundo tempo, quando foi trocando peças e sentindo o desgaste físico. Melhores condicionados, por estarem no meio da temporada, os ucranianos cresceram, criaram chances, tiveram gol anulado e diminuíram o placar, com Kovalenko.

O clima esquentou, com direito a jogadas mais bruscas e até a expulsão do lado do Shakhtar. Mesmo assim, o Timão garantiu o resultado e a sua primeira vitória na temporada.

Em 2015, o Corinthians também tropeçou na estreia da Florida Cup e venceu a segunda partida. Depois, ficou invicto por 26 duelos. A Fiel espera que as coincidências sirvam de inspiração...

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 2 SHAKHTAR DONETSK

Estádio: ESPN Wide World of Sports Complex (Orlando, EUA)
Data: 20/1/16 - 21h45
Árbitro: Guido Gonzales Jr. (EUA)
Assistentes: Sean Hurd (EUA) e Matthew Miscannon (EUA)
Cartão amarelos: Fagner, Bruno Henrique, Elias e Cristian (Corinthians); Stepanenko, Srna e Kucher (Shakhtar)
Cartão vermelho: Kucher (Shakhtar)
Gols: Danilo, aos 12'/1ºT (1-0); Taison, aos 22'/1ºT (1-1); Ángel Romero, aos 35'/1ºT (2-1); Ángel Romero, aos 43'/1ºT (3-1); Kovalenko, aos 35'/2ºT (3-2)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel (Guilherme Arana, 33'/2ºT); Bruno Henrique, Elias, Danilo e Rodriguinho (Cristian, 24'/2ºT) ; Malcom (Marlone, 29'/2ºT) e Ángel Romero (Lucca, 39'/2ºT). Treinador: Tite

SHAKHTAR DONETSK: Pyatov; Srna, Kucher, Rakitskiy e Ismaily; Stepanenko, Marlos (Zubkov, 31'/2ºT) e Wellington Nem (Kovalenko, 18'/2ºT); Taison, Dentinho e Facundo Ferreira (Gladkiy, 18'/2ºT). Treinador: Mircea Lucescu