Campeonato Paulista - Corinthians x Ituano (foto:Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Zagueiro anotou o gol da vitória do Timão neste sábado, na Arena de Itaquera (Foto:Miguel Schincariol/LANCE!Press)

LANCE!
27/03/2016
11:00
São Paulo (SP)

Segundo time que menos comete faltas no Campeonato Paulista e primeiro na lista dos que menos recebem cartão, o Corinthians se orgulha do fair play aplicado em 2016. Tanto, que o clube "perdeu a chance" de zerar os amarelos de um dos jogadores mais importantes do esquema de Tite, que é o zagueiro Felipe. Pendurado com dois cartões, o camisa 28 entrou em campo neste sábado, na Arena Corinthians, já sabendo que não poderá jogar na próxima quarta-feira, contra a Ponte Preta, por estar a serviço da Seleção Brasileira. Porém, o zagueiro passou em branco em Itaquera, e voltará domingo, no clássico contra o Palmeiras, ainda com risco de suspensão na sequência do Estadual.

Felipe era um dos quatro jogadores do Corinthians pendurados com dois cartões amarelos para o compromisso deste fim de semana. Além dele , Fagner, Yago e Willians vivem a mesma situação, e nenhum foi punido contra o Ituano, na vitória por 1 a 0 dentro de casa. O único cartão do jogo foi aplicado para o meio-campista Alan Mineiro, acionado por Tite já no segundo tempo. Assim, os três pendurados que podem atuar na quarta correrão o risco de ficarem fora do clássico contra o Palmeiras, domingo, fora de casa.

O Corinthians recebeu 13 cartões amarelos no Campeonato Paulista até o momento. Além do de Alan Mineiro e dos dois de Fagner, Felipe, Yago e Willians, também foram punidos Edilson, Guilherme Arana, Rodriguinho e Ángel Romero. Sem que ninguém acumulasse três amarelos e também nenhuma expulsão, o Corinthians ainda não teve nenhum desfalque por suspensão ao longo do Campeonato Paulista, ao contrário do que ocorreu com a grande maioria dos outros clubes.

Se no Campeonato Paulista a disciplina é a marca do Corinthians, na Libertadores a situação é diferente. Em apenas quatro jogos (Cobresal e Cerro Porteño, fora de casa, e Cerro e Santa Fe, em Itaquera), os comandados de Tite já acumulam nove cartões: vermelhos para André e Rodriguinho e amarelos para Fagner (duas vezes), Bruno Henrique, Rodriguinho, Guilherme, Luciano e Lucca.