Fagner foi decisivo para a vitória do Corinthians sobre o Santa Fe (Foto: Daniel Augusto Jr)

Lateral entrou em campo 12 vezes na temporada e participou de cinco gols até agora (Foto: Daniel Augusto Jr)

Gabriel Carneiro
26/03/2016
08:00
São Paulo (SP)

Fagner é um dos pilares do sistema defensivo e líder do elenco do Corinthians desde 2014, mas o desempenho do lateral-direito de 26 anos está chamando a atenção nesta temporada – a ponto do técnico Tite, que não é afeito a elogios individualizados, dizer que ele tem tido “desempenho de jogador de Seleção” nestes primeiros compromissos do Timão em 2016.

Nos números, o crescimento de Fagner é notório e evidente. Em 12 partidas oficiais disputadas no ano, o camisa 23 distribuiu três assistências e desponta como líder deste fundamento no elenco do Corinthians, que anotou 26 gols em 15 jogos. Além das três assistências, feitas contra Ferroviária e São Bernardo, Fagner também soma participações indiretas em mais dois gols marcados pelo Corinthians, realizando o penúltimo passe ou conduzindo na jogada decisiva.

As três assistências de 2016, aliás, fazem o lateral corintiano se aproximar das marcas gerais obtidas nas duas últimas temporadas. Em 2014, ano de seu retorno ao Timão, foram quatro assistências e dois gols em 54 partidas. Já no ano passado, Fagner repetiu o número de gols e assistências em 51 jogos. Neste ano, apesar da seca de gols, só falta um passe para igualar as marcas, sendo que ele só entrou em campo 12 vezes em confrontos oficiais.

– É difícil a gente creditar para nós mesmos, tem que creditar a todos os companheiros. Fico feliz em ajudar a equipe e sei que preciso fazer cada vez mais – diz Fagner, ao LANCE!.

Segundo principal assistente do Campeonato Paulista, sexto mais bem colocado na lista de cruzamentos certos e recordista em diversas estatísticas ofensivas dentro do elenco do Corinthians, Fagner faz por merecer os elogios de Tite, que viu o jogo contra o São Bernardo como “o melhor dele” pelo Timão.

Neste sábado, às 21h, contra o Ituano, pela 12ª rodada do Paulista, ele segue como titular do já classificado Corinthians. Para superar o último jogo?

Fagner, do Corinthians
Jogador foi capitão três vezes no ano (Foto: Agência Corinthians)

CAPITÃO FAVORITO DE TITE NA TEMPORADA

O Corinthians já teve oito capitães diferentes nesta temporada. O favorito do técnico Tite para a função tem sido o lateral-direito Fagner, que vestiu a tarja em três jogos: XV de Piracicaba (vitória por 1 a 0), Oeste (1 a 0 de novo) e São Bernardo (3 a 0).

Além de Fagner, também já foram capitães os seguintes jogadores: Bruno Henrique (duas vezes, contra Ferroviária e Cerro Porteño-PAR), Cássio (duas vezes, contra Osasco Audax e Independiente Santa Fe-COL), Uendel (duas vezes, contra Capivariano e Cerro Porteño-PAR), Felipe (duas vezes, contra São Paulo e Botafogo), Danilo (duas vezes, contra Cobresal e Santos), Edilson (uma vez, contra o São Bento) e Rodriguinho (uma vez, contra o Linense). Segundo Tite, distribuir a faixa de capitão para o maior número possível de jogadores contribui para a criação de consciência coletiva no time.