Copinha - Corinthians x Guarani

Corinthians venceu os cinco jogos que disputou até aqui na Copinha (foto:Rafael Bertanha/Futura Press)

LANCE!
15/01/2016
11:41
São Paulo (SP)

O esdrúxulo regulamento da Copa São Paulo deste ano pode causar uma situação sui generis na noite desta sexta-feira. A fim de preencher as oito vagas das quartas de final, a Federação Paulista determinou que o derrotado no mata-mata da quarta fase que tenha a melhor campanha também avance. Com isso, o Corinthians jogará por um empate contra o Internacional, às 21h, em Limeira,  para obter a vaga. Se a partida terminar em igualdade, o time disputará penalidades apenas para definir o futuro dos gaúchos, já que mesmo tendo insucesso nas cobranças alternadas o Timão estará classificado  - nesse cenário a equipe terá os melhores números entre os perderores.  

A quarta fase da Copinha não terá oito duelos, como costumeiramente acontece na etapa de oitavas de final. Serão sete confrontos, criando uma nova modalidade de "sétimas de final". Para resolver o problema, a federação criou a saída da classificação do melhor perdedor.  Ou seja, um eliminado que no fim se classificará mesmo assim. É uma definição por índice técnico, já usada várias vezes em fases de grupos de competições - como na Copa do Mundo até 1990, que garantia aos melhores terceiros colocados essa prerrogativa. Mas em mata-mata é uma invenção, subvertendo a própria lógica do termo, em que um time "mata" o outro da disputa. 


O Timão tem 100% de aproveitamento até agora, situação idêntica à de Flamengo e Sport. Todos somam 15 pontos - cinco vitórias em cinco partidas -, porém a equipe alvinegra tem saldo melhor (14 contra 11 dos dois rivais). Caso empate com o Inter, irá a 16 pontos e, se perder nos pênaltis, terminará necessariamente como o melhor entre os sete  derrotados. Em suma, a disputa da marca da cal seria um mero treino para os corintianos, sem o nervosismo e compromisso habituais dessa modalidade de disputa. 

Se o Corinthians vencer no tempo normal, o Flamengo passará a ser a equipe ungida pela possibilidade de disputar pênaltis recreativos, contra o Bahia, no domingo.