Gabriel Carneiro
11/11/2016
19:02
São Paulo (SP)

Recuperado das dores na coxa direita que o tornaram desfalque na goleada sofrida diante do São Paulo, Walter participou do treinamento desta sexta-feira no mesmo nível dos outros goleiros, sem qualquer restrição física. A má notícia para o camisa 27 do Timão é que o técnico Oswaldo de Oliveira preferiu outro jogador para ser titular na posição: Cássio está de volta. Ao menos foi essa a indicação do dia de trabalhos no CT Joaquim Grava.

Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo Santos e Marciel; Willians; Giovanni Augusto, Camacho, Rildo e Marquinhos Gabriel; Lucca foi o time escalado por Oswaldo para um treinamento coletivo nesta sexta. Os reservas foram a campo assim: Walter; Ameixa, Franklin, Vinicius Del'Amore e Guilherme Romão; Jean; Léo Jabá, Cristian, Jô e Marlone; Gustavo. Apesar de ter escalado Cássio como titular e Walter como reserva no primeiro dia da semana em que teve os dois à disposição, Oswaldo de Oliveira não confirma a mudança na posição.

- Vai jogar sempre quem eu julgar que está em melhor momento, não há situação definitiva. Muitas vezes o jogador permanece por ter mais experiência, mais lastro, mais vivência com a equipe, e em determinado momento não é assim. São dois grandes goleiros. O Walter se machucou e jogou o Cássio. Os dois estão sendo observados e quem eu julgar que está melhor vai jogar o próximo jogo. Por isso não determino quem será titular. Quem tiver oportunidade vai mostrar o melhor que tem - explicou o treinador.

Nesta sexta-feira, os titulares venceram os reservas por 2 a 0, o que significa que Walter sofreu dois gols e Cássio passou ileso do treinamento. Os gols do time titular foram marcados por Rildo e Marquinhos Gabriel.

Pensando no Figueirense, Oswaldo espera ter à disposição Uendel, Rodriguinho e Guilherme. O trio está em processo de recondicionamento físico, pois acusou alto risco de lesão muscular e não treinou com o grupo. Os dois primeiros até participaram do aquecimento e da primeira parte, mas não disputaram o coletivo. Já Guilherme permaneceu na academia, assim como o zagueiro Vilson, que está suspenso contra o Figueirense. Além deles, não treinaram Fagner, Balbuena, Arana e Romero, com suas seleções, e os lesionados Yago, Bruno Paulo e Danilo, que só voltam em 2017.