Cássio treinou e voltará a ser titular do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)

Cássio treinou e voltará a ser titular do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)

LANCE!
01/03/2016
18:48
São Paulo (SP)

Depois de dois jogos como desfalque do Corinthians em razão de um leve edema na coxa esquerda, o goleiro Cássio retorna ao time nesta quarta-feira, no primeiro jogo em casa pela Copa Libertadores, contra o Santa Fe (Colômbia). Totalmente recuperado da lesão, o camisa 12 elogiou as atuações de Matheus Vidotto nos dois últimos jogos do Paulistão, contra São Bento e Oeste, mas reconheceu que não sente a concorrência nem do garoto de 22 anos e nem de Walter, que esteve no banco nas partidas anteriores, pois está em fase final de tratamento de uma fissura na costela. 

- Tenho que agir naturalmente com a concorrência. O maior que eu tive aqui foi o Julio Cesar, porque entrei no lugar de um cara campeão. Para mim não é novidade o Matheus e o Walter irem bem. A gente é amigo, mas eu vou procurar me manter como titular. Não sinto pressão por ele ter ido bem, fico feliz. Se o Matheus fosse jogar precisaria estar bem tranquilo. Eu quando joguei minha primeira partida de Libertadores, contra o Emelec, estava nervoso. Mas ele mostrou tranquilidade. Contra o Emelec, meu segredo foi ver que era bem parecido com o estádio do Santos, então consegui absorver a atmosfera para jogar. O Matheus se sairia bem, tenho certeza - aposta Cássio, antes de explicar sua lesão e as expectativas para o retorno nesta quarta-feira.

- Minha volta está dentro do programado. Minha lesão era uma semana, e prezamos por melhorar fisicamente e tecnicamente, por isso fiquei fora sábado (vitória por 1 a 0 sobre o Oeste). Agora é jogo de Libertadores, difícil, chato, contra uma grande equipe. Da lesão que eu tive estou completamente curado, sem problema para quebrar bola, para reposições, nada disso. Claro que lesões podem acontecer, mas desta eu estou 100%. Agora é administrar a ansiedade, porque é normal o friozinho na barriga. Mas jogo em uma posição que precisa estar bem tranquilo, porque qualquer erro pode ser crucial, então estou focado em buscar os três pontos - completou o camisa 12.

Campeão da edição de 2012, Cássio ainda disputou a Libertadores em 2013 e 2015 pelo Corinthians, sendo que no último ano conseguiu alcançar as oitavas de final antes da eliminação diante do Guaraní do Paraguai. Em 2016, o goleiro esteve em campo na estrei contra o Cobresal, quando o Timão venceu por 1 a 0 com um gol contra marcado já no fim e deu largada à campanha em busca do bicampeonato.

Confortável e escalado na equipe pelo técnico Tite, que o considera "o melhor goleiro" com quem já trabalhou, Cássio hoje tem a concorrência de Walter e Matheus Vidotto entre os inscritos no Paulistão e na Libertadores. Além dos três, o elenco do Corinthians ainda conta com o jovem Caíque e Douglas, contratado junto ao Bragantino e à espera de uma proposta para ser emprestado até o fim da temporada.