Vanderlei Luxemburgo, Parreira e Mano Menezes - Corinthians

Luxemburgo, Parreira e Mano Menezes trocaram o Timão pela CBF, em 98, 2003 e 2010 (Foto: Montagem/Arte L!-SP)

Gabriel Carneiro
15/06/2016
08:00
São Paulo (SP)

A história deve se repetir. Depois de Vanderlei Luxemburgo em 1998, Carlos Alberto Parreira em 2003 e Mano Menezes em 2010, o técnico Tite tem chances de ser o novo comandante da Seleção Brasileira, quarto que deixou o Corinthians em razão do convite da CBF na história. O Timão é um recordista absoluto em cessões de treinadores para a Seleção, mesmo antes da iminente saída do atual técnico.

Atrás do Corinthians, só Palmeiras e Cruzeiro cederam comandantes para a Seleção mais de uma vez: duas cada. Além disso, outros dois profissionais desde 1970 tiveram logo a primeira experiência na CBF: Paulo Roberto Falcão em 1990 e Dunga em 2010. Com os três treinadores cedidos anteriormente, o Timão já lidera a lista, agora prestes a receber um membro ilustre.

O Corinthians, porém, tenta evitar a saída do treinador, e confia no poder de convencimento de seus dirigentes para manter Tite até o fim do contrato, em dezembro de 2017.

O esforço se dá porque Tite é tido por muitos como o maior treinador do Corinthians. Ganhou Paulista, uma Recopa, dois Brasileirões, uma Libertadores e um Mundial em três passagens. A primeira durou poucos meses, mas a segunda consagrou o treinador e deu importantes títulos internacionais ao clube. Após um ano sabático, Tite voltou no início de 2015 e foi campeão nacional de cara. Ao L!, o presidente Roberto de Andrade tentou, em entrevista recente, dimensionar a importância.

– Falam bastante coisa dele, mas acho até pouco. Quem conhece, convive com ele no dia a dia, sabe que é muito mais do que isso que vocês falam. As qualidades dele estão guardadas em alguns detalhes, não só dentro de campo, ou por conduzir, respeitar. É um ser humano ímpar – explica o mandatário.

Tite está a apenas 57 jogos de igualar Oswaldo Brandão como técnico que mais comandou o Corinthians na história. Mas, pelo visto, esta história sofrerá uma importante interrupção neste momento.

OUTROS TÉCNICOS QUE FORAM DO TIMÃO À SELEÇÃO:

Luxemburgo - Em 1998, Vanderlei Luxemburgo comandou o Corinthians na campanha do título brasileiro e foi para a Seleção. O treinador havia assumido o Timão em 1997. Ele conquistou a Copa América de 1999 e o Torneio Pré-Olímpico Sub-23 de 2000 pela Seleção. Foi demitido em 2001 e voltou ao Timão, onde ficou até 2002.

Luxemburgo - Seleção
Vanderlei Luxemburgo, em 1998 (Foto: Daniel Augusto Jr./LANCE! )

Parreira - No início de 2003, após o penta da Seleção, Carlos Alberto Parreira foi chamado para comandar novamente o time canarinho (ele já havia conquistado a Copa de 1994). O treinador comandou o Corinthians em 2002, quando conquistou a Copa do Brasil e o Torneio Rio-São Paulo, além do vice do Brasileirão.

Carlos Alberto Parreira
Parreira comandou o Brasil na Copa de 2006 (Foto: Divulgação/CBF)

Mano Menezes - Mano assumiu o Corinthians em 2008. Foi campeão da Série B e vice da Copa do Brasil. No ano seguinte, campeão paulista e da Copa do Brasil. Após a Copa de 2010, foi para o comando da Seleção. Ganhou o Superclássico das Américas em 2011 e 2012, mas foi vice na Olimpíada e foi demitido. Ainda voltou ao Corinthians em 2014.

Mano Menezes desembarca em Los Cardales e segue para hotel da Seleção (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Mano foi prata em Londres-2012 (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)