Gabriel Carneiro
07/02/2017
07:00
São Paulo (SP)

O time titular ideal do Corinthians para 2017 tem sete peças diferentes daquelas que terminaram jogando o Brasileirão do ano passado com Oswaldo de Oliveira. Fagner, Balbuena, Rodriguinho e Marlone são as únicas figurinhas repetidas, mas Cássio, Pablo, Moisés, Gabriel, Jadson, Fellipe Bastos e Jô são os prováveis novos titulares, nas vagas de Walter (lesionado), Vilson (no banco), Uendel (vendido ao Internacional), Cristian (no banco), Romero (no banco), Camacho (no banco) e Guilherme (no banco). Com novas opções em setores-chave e especialistas, o Timão trabalha para ter um diferencial nesta temporada com as jogadas de bola aérea.

Moisés (1,81m) é mais alto que Uendel (1,79m), Pablo (1,88m) manteve o patamar de Vilson (1,88m) e Jô (1,89m) supera de longe Guilherme (1,75m), que vinha sendo improvisado como centroavante no ano passado. A troca de Cristian por Gabriel diz pouco sobre a bola aérea, já que o primeiro volante fica mais na contenção. Por fim, as outras duas foram as entradas de especialistas em cobranças de falta e escanteio: Jadson e Fellipe Bastos, que substituem Romero e Camacho em relação ao time do ano passado. Com mais altura e mais precisão nas batidas, o Timão tenta se aperfeiçoar nas jogadas.


- Temos treinado bastante, o Cuca e o Carille cobram bastante para bater bem nas bolas, porque temos um time muito alto e não precisamos botar a bola muito forte dentro da área. Já trabalhei com o Dedé, só uma bola alçada para ele atacar, como será agora com Balbuena e Pablo. É um facilitador. Temos jogadores que batem bem na bola e temos que treinar para tirar proveito disso - disse recentemente Fellipe Bastos, que é um dos especialistas neste tipo de jogada e agora será "auxiliado" por Jadson.

- Na bola parada o Jadson vai ajudar muito. A altura do time elevou esse ano e pode ser um ponto forte igual tivemos em 2015 - lembrou o goleiro Cássio.

Jadson se apresentou acima do peso ideal por não atuar desde outubro do ano passado e levará pelo menos um mês para ficar à disposição de Fabio Carille. Enquanto isso, Fellipe Bastos será o homem das bolas paradas. Galvão Bueno questionaria: quem é que sooooobe?