Gabriel Carneiro
26/03/2016
22:55
São Paulo (SP)

Dizem que técnico não ganha jogo, mas Tite se supera dia após dia para provar o contrário. Neste sábado, com o Corinthians sem muitas ambições e já classificado para as quartas de final do Paulistão com quatro rodadas de antecedência, foi um toque (ou vários deles) do professor que resolveu contra o Ituano: vitória por 1 a 0 na Arena, com gol do zagueiro Felipe, que viveu um dia não menos do que mágico em Itaquera. Veja a repercussão no vestiário. Foram mais de 28 mil pagantes, que fizeram o estádio superar a marca de 2 milhões de torcedores em 61 partidas em Itaquera.


No dia em que teve o xodó Felipe convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira, o técnico do Timão mostrou que não é como Dunga. Sua zaga não tem nomes pomposos como os que vestem a amarelinha, mas a proteção da zaga é eficiente. Tite não pode escolher seus jogadores a dedo – muito pelo contrário, já que perdeu seis titulares há dois meses e remontou o time do zero. Mas pergunte a qualquer corintiano se ele trocaria um gaúcho pelo outro. A resposta é bem fácil.

Com Tite, as coisas acontecem. O Corinthians não abriu o placar cedinho, e ainda contou com uma jornada de pouca inspiração de seus jogadores ofensivos. Giovanni Augusto até carimbou a trave de Fábio aos 37 do primeiro tempo, depois de limpar a marcação pelo lado esquerdo. Lado esquerdo? Sim! Tite havia invertido o camisa 17 com Lucca poucos minutos antes, e a receita foi aplicada até o fim por ter melhorado o rendimento do Timão. Em Itaquera, é possível o time ter opção.

Depois do primeiro tempo justo, com uma chance para cada lado, o Timão não deixou o Ituano respirar no segundo tempo. Aos dois minutos, André recebeu pela direita, cortou a marcação e bateu rente à trave de Fábio. No lance seguinte, o camisa 9 bateu rasteiro depois de invadir a área pela direita e Pacheco acertou a trave em sua tentativa de desvio.

Não parou por aí. Tite acionou Alan Mineiro aos 23, e viu o seu reserva acertar a trave pela terceira vez no jogo, sete minutos depois, após belíssimo passe de Fagner. Até porque no Corinthians o banco tem sua chance de fazer a diferença... E até zagueiro do Ituano, contra, mandou bola na trave.

Mas lembra do técnico que fez um zagueiro no limbo no Corinthians virar titular? De seu banco, Tite só observou o momento em que Fagner cobrou escanteio pela direita e Felipe subiu para cabecear. Que dia!

Tite bateu na trave para assumir a Seleção Brasileira em 2014, mas o Corinthians conseguiu superá-la na 12ª rodada do Paulistão, na quinta vitória seguida da temporada. Graças a Felipe!

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 ITUANO

Data-Hora: 26/3/2016 - 21h00 (horário de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Norberto Luciano Santos da Silveira
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Rafael Tadeu Alves de Souza
Público-Renda: 28.491 pagantes / R$ 1.442.312,00
Cartões amarelos: Alan Mineiro (COR), Peri e Guly (ITU)
Gols: Felipe 42' 2ºT (1-0)

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Giovanni Augusto, Maycon, Guilherme (Alan Mineiro 23' 2ºT) e Lucca (Danilo 36' 2ºT); André (Ángel Romero 32' 2ºT). Técnico: Tite

ITUANO: Fábio, Pacheco, Naylhor, Léo e Peri; Guly, Wellington Simião, Marcelinho (Edinho 32' 2ºT) e Claudinho; Fernando Viana (Ruan 22' 2ºT) e Guilherme (Igor 10' 2ºT). Técnico: Tarcísio Pugliese