Gabriel Carneiro
02/03/2016
23:39
São Paulo (SP)

O Corinthians de 2016 não é nenhuma “pitchula”, mas sabe que o importante é competir e fez bonito nesta quarta-feira, ao bater o Santa Fe por 1 a 0 e se isolar na liderança do Grupo 8 da Copa Libertadores após duas rodadas. Em seu primeiro jogo em casa pela competição, o Timão alcançou a vitória com gol de Guilherme aos 19 do segundo tempo. Desta vez, nem precisou esperar o fim. Clique aqui e veja tudo o que rolou no vestiário do Alvinegro.

No dia em que o Brasil relembrou os 20 anos sem Mamonas Assassinas, Tite honrou a lembrança do corintiano Dinho. O Corinthians “estronchado” que o técnico encontrou no início desse ano aprendeu “todos os auto-reverse da vida”, dominou o adversário e manteve sua invencibilidade. De quebra, os mais contestados titulares foram responsáveis por gol e assistência: Guilherme e Rodriguinho. Sabe como é, “nóis num tava aqui playando, mas nóis precisa de worká”. Nesta quarta o Timão “workou”.


A postura defensiva do Santa Fe foi digna de elogios. Bem posicionado, organizado e com marcação forte a partir do meio, o time colombiano conseguiu amarrar o jogo do Corinthians desde o primeiro tempo, exatamente como Tite previa. Com duas linhas de quatro e consciente das limitações na hora da criação, o visitante não assustou. Não que o Corinthians tenha sido um time de “poderes titânicos”, mas criou lá suas oportunidades, especialmente no primeiro tempo, com Guilherme e Giovanni Augusto. O gol parecia questão de tempo.

Na etapa complementar essa eficiência não chegou só depois dos 40, como virou hábito nos últimos jogos. Em “movimento atômico”, Fagner deu belo lançamento para Rodriguinho encontrar Guilherme na área, livre, livre! “Quanta alegria!”.

Corinthians (Climão)
Torcida lotou a Arena (Foto: Miguel Schincariol/Lancepress!)

Nos últimos minutos, o Corinthians sofreu para manter o resultado em casa, e Tite apelou até mesmo a Willians para prender o jogo. Coube a Cássio deter o ataque do Santa Fe e à vibração da torcida manter o time aceso em campo. No fim, o Santa Fe não conseguiu mover montanhas e fica em terceiro lugar no Grupo 8, com um ponto, enquanto o Cerro Porteño (Paraguai) soma quatro e o Timão seis. Os chilenos do Cobresal completam a chave, mas ainda não somaram pontos.

Os próximos desafios do Corinthians também não serão muito tranquilos. Domingo, clássico com o Santos provavelmente com time misto, e na quarta-feira que vem tem Cerro Porteño e o segundo compromisso como visitante na Copa Libertadores.

De 1 a 0 em 1 a 0, lá vem o Timão na Libertadores...

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 SANTA FE (COL)

Local
: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 2/3/2016 - 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Mauro Vigliano (FIFA-ARG)
Auxiliares: Juan P. Belatti (ARG) e Cristian Navarro (ARG)
Público-Renda: 38.818 pagantes / R$ 2.438.460,50
Cartões amarelos: Fagner (COR), Gordillo (SFE)
Gols: Guilherme 19' 2ºT (1-0)

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique (Edilson 43' 2ºT); Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme (Willians 38' 2ºT) e Lucca; André (Danilo 35' 2ºT). Técnico: Tite

SANTA FE: Zapata, Otálvaro (Almir Soto - intervalo), Yerri Mina, Tesillo e Balanta; Gordillo, Juan Roa (Rivas 38' 2ºT), Jonathan Gómez (Otero 28' 2ºT), Perlaza e Luís Seijas; Ibargüen. Técnico: Geraldo Pelusso