LANCE!
20/10/2016
06:25
Belo Horizonte (MG)

Eliminado da Copa do Brasil, o Corinthians volta suas atenções para o Brasileirão e tenta garantir, ao menos, uma vaga no G6 da competição. Classificar para a Libertadores do ano que vem é fundamental para o planejamento desportivo e financeiro do clube, que sofre para pagar sua arena. Tal pressão é admitida pelos atletas da equipe, que falam em tratar os últimos sete jogos da temporada como finais.

Apesar da queda no torneio mata-mata, o técnico Oswaldo de Oliveira adota discurso otimista. Prestes a completar uma semana no cargo, ele quer deixar a equipe mais forte no ataque.

- É difícil para dizer qualquer coisa ainda. Nós vamos trabalhar bastante. Vejo time com potencial para melhorar, para vencer a maioria das partidas que temos pela frente  - declarou após a derrota por 4 a 2 para o Cruzeiro.

- A medida que for trabalhando, jogando, identificando a melhor forma de jogar, procurando colocar em campo os jogadores em melhores condições, aí sim vamos procurar nestes sete jogos dar mais agressividade à equipe. Ainda falta um pouco disso ao Corinthians. Falta ser agressivo na marcação, na chegada na área adversária - completou o treinador.

O Timão tem sete jogos pela frente no Nacional: Flamengo (domingo), Chapecoense (29/10), São Paulo (6/11), Figueirense (16/11), Internacional (20/11), Atlético-PR (27/11) e Cruzeiro (4/12).