Visitar área de aquecimento é um dos atrativos aos donos de camarotes (Foto: Divulgação)

Visitar área de aquecimento é um dos atrativos aos donos de camarotes (Foto: Divulgação)

Bruno Cassucci
01/05/2016
07:15
São Paulo (SP)

O Corinthians acredita que pode anunciar nos próximos dias a venda dos naming rights da Arena, mas sabe que essa receita (estimada em R$ 400 milhões dividida em 20 anos) não é suficiente paga pagar o financiamento do estádio. Por isso, o clube quer rentabilizar cada vez mais a sua casa e trata a venda de camarotes como parte fundamental desta estratégia.

São 89 espaços deste tipo na Arena, de diferentes tamanhos. A ocupação ainda é baixa, de cerca de apenas 30%. Para superar a crise econômica que enfrenta o país e alavancar este número (a meta otimista é até dobrar) o Timão decidiu ir ao mercado e oferecer benefícios, experiências e alguns “mimos” aos compradores de camarotes.

Quem se dispuser a pagar R$ 340 mil anuais por um camarote de 12 lugares (valor estimado, que muda de acordo com a forma de pagamento e o tempo de contrato), terá direito a jogar uma “pelada” na Arena no fim do ano, fazer uma visita ao CT Joaquim Grava e até ter a oportunidade de visitar a sala de aquecimento do vestiário antes de um jogo, que possui uma espécie de arquibancada fechada para 80 pessoas.

Contudo, além destas experiências, o Timão decidiu oferecer vantagens comerciais. As empresas que adquirem camarotes ganham anúncios em painéis de LED do estádio e até nos televisores dos banheiros do local. Além disto, podem estilizar os camarotes de acordo com seu gosto, algo que era proibido até 2015.

– Quem compra um camarote da Arena não adquire só o ingresso, a vaga de estacionamento e o direito ao buffet, mas sim a um pacote de experiências e benefícios exclusivos – afirma Bernardo Pontes, gerente comercial e de marketing do estádio.

Para mostrar que o investimento vale a pena, o Corinthians criou um projeto para levar executivos de grandes empresas, vistos como potenciais clientes, a “degustarem” os camarotes. O jogo é mero detalhe...

Torcedores jogam videogame na Arena (Foto: Divulgação)
Torcedores jogam videogame na Arena (Foto: Divulgação)

BATE-BOLA: Bernardo Pontes Gerente de marketing

Quais as estratégias do Corinthians para ampliar a venda de camarotes e cadeiras na Arena?
Estamos oferecendo benefícios e experiências exclusivas. A pessoa não ganha apenas um espaço no estádio. Este processo engloba até a presença constante de celebridades nos jogos do Corinthians em casa.

O valor é um problema?
Não vejo assim. De fato temos de respeitar um plano de negócios e tudo o que está acordado com o fundo, mas podemos agregar benefícios à venda do camarote, é isso que fazemos quando levamos um torcedor à entrevista coletiva pós-jogo ou trazemos apresentações artísticas antes dos jogos no setor Oeste.

Isso engloba não só camarotes?
Sim, temos benefícios a donos de cadeiras ou que adquirem o pacote business lounge, no 8º andar.