Bruno Cassucci
11/05/2016
21:07
São Paulo (SP)

O escândalo que atingiu a base do Corinthians agora também é caso de polícia. Porém, desta vez não há dirigentes ou conselheiros do clube envolvidos. Wilson Motta, pai do atacante Alyson, de 16 anos, alega que Julio Cesar Polizeli, ex-empresário dele, citado nas negociações pela venda de 20% dos direitos econômicos do garoto, teria invadido a residência da família, na Zona Leste de São Paulo. O agente teria agredido Wilson Motta e quebrado alguns objetos da casa.

Ao LANCE!, o pai do jovem relatou ter sido surpreendido na tarde desta quarta-feira. Segundo ele, Polizeli teria as chaves reservas da casa onde moram ele, a esposa e os quatro filhos, já que o empresário foi responsável pela locação. O agente, por sua vez, confirma ter ido ao local, mas nega as agressões. Ele afirma que tentou conversar, mas acabou sendo vítima de violência.

- Fui surpreendido pelo Julio já na porta. Ele chegou me agredindo, dizendo que iria matar nós quatro e depois o Alyson - contou o pai do atacante, explicando que o jogador do Corinthians não estava em casa no momento da invasão.

- Eu fui lá para conversar sobre o nosso contrato, que não estava rescindido. Se ele quiser romper, tem que pagar R$ 2 milhões. Além disso, perguntei se ele deixaria a casa no dia 6, pois ela está em meu nome. Pedi o telefone do novo empresário do Alyson, mas o Wilson falou que não daria, que eu poderia processar - defende-se o empresário.

Segundo relato, após as agressões Polizeli foi para a rua e teria sido imobilizado por Motta até a chegada da Polícia Militar. Os oficiais teriam tratado o caso como uma "desinteligência" e liberado o empresário.

Enquanto atendia ao LANCE!, Wilson Motta disse estar se deslocando até o 24º Distrito Policial da Ponte Rasa para registrar Boletim de Ocorrência.

Wilson acredita que Julio Cesar Polizeli estaria irado não só por ter seu nome divulgado na mídia, como também pelo rompimento das relações profissionais com Alyson, que desde o último mês rompeu com o empresário.

Atualizada às 22h10.