Bruno Cassucci
30/03/2016
23:45
São Paulo (SP)

Era uma noite atípica, meio fajuta, "paraguaia", como se diz popular e preconceituosamente. Corinthians jogando mal, cometendo erros defensivos e perdendo dois pênaltis, Ponte Preta de uniforme azul e amarelo, Arena com diversos espaços vazios nas arquibancadas e seu pior público da história... Mas algumas coisas parecem não mudar. Uma delas é a grande fase do paraguaio Romero, artilheiro do Timão na temporada, que marcou seu sétimo gol em 2016. Outra é a "tradição" da equipe de Tite de fazer gol nos minutos finais. Nesta quarta, contudo, foi um pouco mais cedo. Aos 38, o também paraguaio Balbuena balançou as redes e garantiu a vitória por 2 a 1. Veja a repercussão de mais uma vitória nos vestiários.

Tão inusitada quanto alguns dos acontecimentos nesta quarta em Itaquera é a situação da Ponte Preta no Paulistão. Com 16 pontos, o time de Campinas briga para se classificar para o mata-mata do Estadual, mas também corre risco de cair. Já o Corinthians chegou a 32 pontos e garantiu a liderança geral da competição nesta primeira fase. Veja como foi o jogo lance a lance.

Com um time nada comum, repleto de reservas - já de olho no clássico contra o Palmeiras no domingo - o Timão teve dificuldades para criar no primeiro tempo. Com Danilo e Alan Mineiro apagadíssimos e Willians com dificuldades na saída de bola, Rodriguinho ficou sobrecarregado para ligar a defesa e o ataque. Mesmo assim, conseguiu cavar um pênalti, desperdiçado por Luciano.

De contrato novo e com a sombra de Elias, já recuperado de lesão, o meia brilhou novamente minutos depois, e com um grande passe começou a jogada concluída com uma bomba por Romero, no ângulo.


A alegria corintiana durou pouco. Quatro minutos depois Felipe Azevedo empatou, após vacilos de Balbuena, que perdeu dividida dentro da área, e Cássio, que espalmou para o centro da área.

Percebendo que o time não reagia, Tite mexeu. Colocou Maycon e na sequência os titulares Giovanni Augusto e André.

Aos poucos, as coisas foram voltando ao normal... O Corinthians pressionou, voltou a trocar passes em velocidade, mandou bola na trave com Vilson e desempatou com Balbuena.

Aos 45 minutos do segundo tempo, para deixar a noite ainda mais inusitada, Romero errou mais uma penalidade. Ou melhor, João Carlos fez nova boa defesa. Nada, entretanto, que evitasse mais uma vitória corintiana. Algo cada vez mais corriqueiro em 2016...

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 PONTE PRETA

Data-Hora: 30/3/2016 - 21h45 (horário de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Mauro André de Freitas e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Público-Renda: 22.029 pagantes / R$ 1.023.757,50
Cartões amarelos: Edílson, Vilson e Romero (COR), Jonas, Reinaldo, Welington Paulista, Fábio Ferreira e Felipe Azevedo (PON)

Gols: Romero 26' 1ºT (1-0); Felipe Azevedo 30' 1ºT (1-1); Balbuena 37' 2ºT (2-1)
CORINTHIANS : Cássio; Edilson, Vilson, Balbuena e Guilherme Arana; Willians; Romero, Rodriguinho, Alan Mineiro (Maycon - intervalo) e Danilo (Giovanni Augusto 29' 2ºT); Luciano (André 19' 2ºT). Técnico: Tite

PONTE PRETA: João Carlos; Jeferson, Douglas Groli, Fábio Ferreira e Reinaldo; Jonas (Renato - intervalo), João Vitor, Clayson (Nino Paraíba 16' 2ºT) e Ravanelli (Cristian 30' 2ºT); Felipe Azevedo e Wellington Paulista. Técnico: Alexandre Gallo