Guilherme Arana e Romero - Corinthians

Jogadores do Timão defenderão seleções em setembro (Foto: montagem em Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Gabriel Carneiro
16/08/2016
17:55
São Paulo (SP)

Apesar do mau momento do Corinthians, que já não vence há três partidas no Campeonato Brasileiro e deixou o G4 na última rodada, dois jogadores comemoraram boas notícias nesta terça-feira. Guilherme Arana, convocado para amistosos da Seleção Brasileira sub-20, e Ángel Romero, chamado pelo técnico Arce para dois compromissos válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, vibraram com as oportunidades recebidas e revelaram o orgulho em vestir as camisas de suas seleções. A festa era tanta que os dois até concederam entrevista coletiva no CT Joaquim Grava após o treinamento.

Romero, que disputará seus primeiros jogos oficiais pela seleção do Paraguai, será desfalque no mínimo na partida contra o Fluminense, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, no dia 31. Na seleção, ele terá oportunidade de atuar ao lado de seu irmão gêmeo, Óscar Romero, que defende o Racing (ARG) e também foi chamado para enfrentar o Chile (1/9) e o Uruguai (6/9), pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia.

- Estou feliz pela convocação, trabalhei para isso, lutei bastante para isso. Estou contente por estar trabalhando bem e vou encontrar de novo com meu irmão jogando na seleção. Espero que a gente possa jogar junto, mas já fiquei contente só por ser convocado. É continuar assim, só que temos que ganhar aqui para ir para a seleção contente. Ganhar esses dois jogos que temos pela frente, continuar trabalhando aqui, me manter focado e só depois pensar na seleção - relatou Romero, que está há dois anos no Corinthians e é o principal artilheiro do clube nesta temporada.

Se Romero já defendeu a seleção do Paraguai na base e no profissional, para o companheiro Guilherme Arana é a primeira vez com a Amarelinha. O lateral-esquerdo de 19 anos defenderá a Seleção Brasileira sub-20 em dois amistosos contra a Inglaterra em setembro, sob o comando de Rogério Micale, que atualmente dirige o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Arana foi lembrado ao lado de outros velhos conhecidos dos tempos de base no Timão: Malcom, hoje no Bordeaux (FRA), e Maycon, que está emprestado à Ponte Preta.

- Fiquei muito feliz, porque era um sonho de criança, sempre quis vestir a camisa da Seleção Brasileira e vou ter essa oportunidade, graças a Deus. Aqui no Corinthians venho sempre trabalhando forte e quando entro nos jogos faço o mesmo, porque quando aparecerem as oportunidades vou estar preparados para os desafios. Me lembro nós três (ele próprio, Maycon e Malcom) pegando ônibus lotado depois do treino, cansados, dormindo em pé e hoje estamos indo juntos para a Seleção. Esse passado nosso foi muito bom, especialmente porque alcançamos nível de Seleção, é muito gratificante - disse o camisa 13.