Bruno Henrique

Bruno Henrique é um dos jogadores mais frequentes do Corinthians nesta temporada (Foto: Daniel Augusto Jr)

Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro
23/08/2016
07:00
São Paulo (SP)

Bruno Henrique está negociando com o Palermo, da Itália, e tem apenas uma semana para resolver sua vida antes do encerramento do período de transferências do futebol internacional. Nesta segunda-feira, na virada por 2 a 1 diante do Vitória, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Cristóvão Borges mostrou que já está preparado para uma eventual saída de seu volante titular, e acionou Cristian na vaga do camisa 25 aos 40 minutos do segundo tempo, quando Bruno sentiu cãibras nas duas pernas e pediu para ser substituído. Assim, caso Bruno Henrique vá para a Europa, é Cristian quem assume a bronca. E também as cobranças por bom desempenho.

- Nesses  momentos a gente tem de ter postura de liderança, e eu sou um cara que todo mundo respeita, mesmo no banco tenho carinho de todos, jogando ou não. Defendemos o Corinthians. Temos uma parcela de culpa, todo mundo sabe que a gente precisa melhorar muito - disse Cristian, que adotou um gesto surpreendente na saída para o intervalo do jogo contra o Vitória, quando saiu incentivando os jogadores do Timão na derrota parcial por 1 a 0.

- Eu tinha que dar força aos companheiros. Fizemos um bom primeiro tempo, infelizmente tomamos o gol. É um momento complicado, de cobranças entre nós também, e temos de ter respeito, carinho pelos companheiros, temos de ajudar - relatou o volante.

Cristian chegou a ser titular do Corinthians nesta temporada, mas perdeu espaço após uma lesão muscular na coxa esquerda em junho e ficou um mês afastado das listas de relacionados. Ele voltou ao time há apenas cinco rodadas, e nesta segunda-feira participou de cinco minutos, mais os acréscimos, dos 2 a 1 diante do Vitória. Cristian ocupou justamente a vaga de Bruno Henrique, que pode se despedir do Corinthians nos próximos dias.

- Não dá para falar sobre isso (transferência), estou focado aqui no Corinthians, sabia que o jogo contra o Vitória era muito importante pela sequência do campeonato, estou focado aqui. Futuro eu não sei - desconversou o jogador.

Bruno Henrique deseja a transferência, de acordo com a diretoria do Corinthians. Até o momento, porém, a proposta do Palermo com valor próximo da multa rescisória, que é 4 milhões de euros (cerca de R$ 14,5 milhões) ainda não é uma realidade.