Gabriel Carneiro
18/05/2016
08:00
São Paulo (SP)

Marquinhos Gabriel pisou pela primeira vez no CT do Corinthians há exatamente um mês, em 18 de abril. De lá para cá, viu a equipe ser eliminada de duas competições e vivenciar um momento de crise que não era visto há pelo menos um ano – domingo, na Arena, o empate sem gols na abertura do Brasileirão só acentuou a turbulência. Curiosamente, o último reforço contratado para a temporada tem passado imune às críticas e agradado tanto torcida quanto o técnico Tite e a sua comissão.

– Na Arábia Saudita, onde ele estava, há menor exigência física porque são jogos e treinamentos pouco intensos. Mas o Marquinhos assimilou bem a condição aqui do clube e está surpreendendo – explica Fábio Mahseredjian, preparador físico do Corinthians, ao LANCE!.

O primeiro elemento que surpreendeu o Timão foi justamente a disposição física de Marquinhos Gabriel, que começou os treinos há um mês. Ele não completava um jogo pelo Al Nassr desde março, e pouco jogou no primeiro semestre. Ele não atuava por 90 minutos, por exemplo, há exatos cinco meses. No Timão, porém, rapidamente se reabilitou antes da estreia com gol, em 4 de maio.

Marquinhos também não demorou a virar titular com Tite,  pois estava habituado a jogar na ponta desde os tempos de Santos. O treinador elogiou a capacidade de recomposição defensiva e ocupação de espaços do jogador, o que permite a “superioridade numérica” no campo de ataque tão mencionada pelo treinador.

Fisicamente apto e consciente taticamente, Marquinhos Gabriel protagonizou lances bonitos no primeiro jogo como titular, contra o Grêmio, e quase fez o Timão alcançar a vitória. Após o jogo, ele ainda foi o primeiro atleta a conceder entrevista coletiva, um traço da forte personalidade que já começa a mostrar.

COM A PALAVRA
FÁBIO MAHSEREDJIAN
Preparador físico do Corinthians, ao L!

Marquinhos Gabriel
Meia fez 2 semanas de treinos físicos (Foto: Agência Corinthians)

"Houve um trabalho de reequilíbrio muscular realizado com o Marquinhos Gabriel, que é um jogador que eu conheço desde que subiu da base do Internacional, em 2009. Ele já havia tido uma lesão na coxa, então realizamos um trabalho de prevenção nesta região para não haver problemas, o que, evidentemente, não impede que eles possam aparecer. Ele veio da Arábia Saudita, que é pouco competitivo, e este é outro elemento que fez com que mantivéssemos ele nas duas primeiras semanas em tratamento. A partir da terceira semana ele ficou à disposição do Tite e desde então tem sido utilizado regularmente. Na primeira partida como titular, contra o Grêmio, percebi uma queda de rendimento a partir dos 30 minutos do segundo tempo, o que é natural, pois são cinco meses sem completar jogos".

MARQUINHOS GABRIEL SERÁ O NOVO COBRADOR DE PÊNALTIS:

Marquinhos Gabriel fará primeira partida como titular pelo Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)
Único gol pelo Corinthians foi de pênalti (Foto: Daniel Augusto Jr)

Marquinhos Gabriel será o responsável pelas cobranças de pênalti do Corinthians de agora em diante. A medida foi tomada após a forte pressão sofrida por André, o então cobrador oficial, ao desperdiçar um pênalti decisivo no jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, contra o Nacional (URU). Na mesma partida, Marquinhos assumiu a responsabilidade em uma batida aos 48 minutos do segundo tempo e marcou o gol que definiu o empate em 2 a 2, placar insuficiente para avançar.

Com André sob pressão, Tite entregou a missão nos pés do jogador com menos tempo de casa e que, em teoria, será menos cobrado por erros.

Neste ano, o Corinthians fez 11 cobranças de pênalti em compromissos oficiais e apenas quatro resultaram em gol. Entre os que erraram estão André, Lucca, Romero, Luciano, Fagner e Rodriguinho (duas vezes). Acertaram Giovanni Augusto, Lucca, André e Marquinhos Gabriel. Os erros mais notáveis foram justamente nos jogos mais importantes até o momento: três vezes na decisão das semifinais do Paulistão, contra o Audax, e mais um contra o Nacional (URU).