Lucca e Yago

Yago e Lucca foram os autores dos gols no clássico contra o São Paulo

Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro
16/02/2016
07:50
São Paulo (SP)

Aos 23 anos e sem que ninguém esperasse, Yago virou titular da zaga do Corinthians. Três anos mais velho e sem que tenha sido contratado para ter tanta responsabilidade, Lucca ganhou a posição no ataque do Corinthians. Hoje, um luta contra a sombra de Gil, vendido ao futebol chinês após três temporadas irretocáveis. O outro tenta passar para trás o rótulo de talismã, de jogador de segundo tempo. Para colocar à prova os dois protagonistas improváveis do último fim de semana, nada melhor que a disputa de uma competição "pesada", como é a Libertadores.

Tanto para Yago quanto para Lucca, o principal torneio continental é uma grande novidade que passará a ser conhecida nesta quarta-feira, às 22h, quando o Timão entrar em campo para desafiar o Cobresal, do Chile, pela abertura da fase de grupos da edição de 2016 do torneio.

Yago já chegou perto de jogar a Libertadores uma vez, no ano passado. Inscrito pelo Corinthians, ele ficou no banco de reservas da vitória por 1 a 0 diante do San Lorenzo, na Argentina. Era o segundo jogo da fase de grupos. Depois disso, não foi mais relacionado antes da eliminação do Timão nas oitavas.

Lucca, que defendeu seis clubes na carreira, nunca teve a chance de estar no maior torneio continental, nem pelo Cruzeiro, que até hoje detém 35% de seus direitos – os outros 65% são do Criciúma.

– É uma competição diferente, a gente sabe a importância que tem. Fico ansioso, mas é normal, e depois de a bola rolar eu tenho que estar preparado para tudo – explica Lucca, peça-chave para a manutenção do 4-1-4-1 de Tite em 2016.


O panorama para a estreia na Libertadores dos dois únicos jogadores do provável time titular que nunca disputaram a competição não podia ser melhor. Domingo, eles fizeram os gols da vitória no clássico contra o São Paulo, pelo Paulistão. Agora, um novo desafio.


Yago no Timão:


Após se destacar na base da Portuguesa, chegou ao Corinthians para fazer parte do time sub-20, em 2011.
Emprestado

Subiu ao elenco profissional em 2012 e, sem ser aproveitado, foi emprestado ao Marília. Depois, seguiu para o Bragantino e retornou apenas para fazer parte do grupo do ano passado.

Por conta das lesões de Uendel e Guilherme Arana, foi improvisado na lateral esquerda e deu conta do recado no Brasileirão 2015.

Neste ano, após a saída de Gil, tornou-se titular na zaga alvinegra ao lado de Felipe.

Lucca no Timão:

Lucca foi contratado pelo Corinthians em setembro do ano passado para ser opção na reta final do Brasileirão. Luciano e Rildo haviam se lesionado e Mendoza tinha sido emprestado.

O atacante marcou gols importantes para o hexa e passou a ter a fama de talismã. Deixou sua marca na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, 3 a 0 sobre o Galo e ainda na goleada por 6 a 1 em cima do São Paulo, na Arena.

Lucca se tornou titular neste início de temporada porque Malcom foi vendido ao Bordeaux, da França. Discreto nos primeiros jogos, abriu o placar no domingo.