Love Corinthians

Love é artilheiro do Timão no BR-15 com 12 gols, igual Jadson (Foto: Mauro Horita)

LANCE!
03/11/2015
14:22
São Paulo (SP)

Em grande fase no Corinthians, líder do Campeonato Brasileiro, o atacante Vagner Love já fala até mesmo em um eventual retorno à Seleção Brasileira. Em entrevista no CT Joaquim Grava, nesta terça-feira, ao ser questionado sobre a possibilidade de ser lembrado por Dunga em futuras convocações, o Artilheiro do Amor afirmou que ficaria feliz, mas enalteceu seu foco no Timão e destacou o quarteto de "selecionáveis" alvinegros como exemplo.

– Olha... Eu tenho que fazer meu melhor aqui no Corinthians. Se vier essa convocação, ou vier uma oportunidade de eu voltar à Seleção Brasileira, ficarei muito feliz. Desejo fazer meu melhor aqui, a Seleção Brasileira é consequência do que você faz no clube. O Corinthians é o maior exemplo disso, com quatro jogadores (Cássio, Gil, Elias e Renato Augusto). Poderiam ser cinco, porque o Jadson merece também – declarou o jogador, que foi campeão pela Seleção na Copa América de 2007, sob comando de Dunga.

Autor do segundo gol do Corinthians na goleada por 3 a 0 sobre o Atlético-MG, no último domingo, Love chegou à marca de 12 tentos no Brasileirão, igualando o companheiro de time Jadson e o centroavante atleticano Lucas Pratto. Este último, argentino, nunca defendeu a seleção de seu país e chegou, recentemente, a ter sua naturalização cogitada para poder defender a Amarelinha.

Um dos fatores que colocaram Love em pé de igualdade com Pratto e, consequentemente, como um dos principais atacantes do Brasil é o trabalho de Tite à frente do Timão. Na opinião do próprio camisa 99, o treinador tem peso fundamental no desempenho dos jogadores alvinegros na medida em que os trata como filhos.

– Nunca desaprendi a jogar futebol. O que ele (Tite) faz, não só comigo, mas com todos os jogadores, é diferente. Ele nos trata como filhos, sabe no que podemos melhorar, procura tirar o máximo dos jogadores. Foi isso que ele fez comigo, sabe do meu potencial e tirou tudo que eu podia dar de mim. E agora os resultados estão acontecendo. Ele é uma peça fundamental – contou o atacante.

Os elogios a Tite se justificam com os números do treinador no comando do Corinthians. Somando a passagem anterior ao clube do Parque São Jorge, o Brasileirão de 2015 tende a ser seu sexto título no Timão. Será que o atual técnico do Alvinegro também merece uma chance na Seleção?

– É um treinador que cresceu muito nos últimos anos. Temos de respeitar o técnico que a CBF escolheu para estar lá. Mas se o Dunga vier a sair, pra mim o Tite é o treinador que tem total condição de assumir a Seleção e fazer a Seleção voltar a jogar o que jogou no passado. (É bom) pela maneira como conduz 30 e poucos jogadores. Até quem está fora não abaixa a cabeça. Perdemos alguns para a seleção ou por cartão, e outros jogaram da mesma forma – opinou Love.