Romero, do Corinthians

Romero tem nove gols marcados no ano, sendo sete em jogos oficiais (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

LANCE!
09/06/2016
15:37
São Paulo

Jogador do Corinthians desde a temporada de 2014, o paraguaio Ángel Romero está insatisfeito com a falta de oportunidades que tem recebido no clube nesta temporada. Apesar de ser o principal goleador do Timão no ano, com nove gols marcados em 34 partidas, incluindo a pré-temporada nos Estados Unidos, o paraguaio já não atua há quatro jogos, desde a derrota por 3 a 2 diante do Vitória, em 22 de maio, na segunda rodada do Brasileirão. A última partida como titular, aliás, foi no compromisso anterior, contra o Grêmio. Sem entrar em campo desde então, Romero mostrou insatisfação ao ser questionado sobre a falta de sequência na equipe.

- Acho que pelo trabalho que estou realizando agora em 2016 mereço jogar pelo menos uma oportunidade. Comecei muito bem o ano, fazendo gols e grandes partidas, então fiquei feliz porque tive as oportunidades. Mas ninguém demonstra seu futebol em um jogo, dois jogos, tem que dar sequência, jogar seu futebol, pegar mais confiança dentro de campo e se firmar como titular. A oportunidade vai chegar. É só me preparar nos treinos e quando chegar a oportunidade eu fazer gols, que é o que tenho que fazer - disse, à TV Bandeirantes, o paraguaio, sem esconder a frustração por não ter recompensado com a titularidade seu bom desempenho ao longo de 2016.

- Estou feliz por jogar no Corinthians, um time grande no Brasil e no mundo. Mas você tem que olhar sua carreira, não é fácil ficar na reserva, já há muito tempo. Não cheguei agora, faz quase dois anos que estou aqui. Estou feliz por estar no Corinthians, mas se chegar proposta temos que analisar - relatou.

Romero já foi alvo de investidas de clubes estrangeiros, mas não topou deixar o Corinthians, clube em que tem contrato até 2019. Neste ano, ele começou como titular após as saídas de campeões brasileiros de 2015, como Jadson, Renato Augusto e Malcom. Porém, o camisa 11 perdeu espaço como titular e só recuperou após as eliminações do Paulistão e da Libertadores. Esta nova fase no time principal, contudo, durou apenas um jogo, quando voltou para o banco de reservas. Hoje, sua função é desempenhada por Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, que se revezam em funções ofensivas mais de lado, como Romero viveu seu melhor momento no Timão em quase dois anos.

- É diferente ser titular ou entrando no segundo tempo, são jogos diferentes. Perdi a vaga, mas fico feliz porque estamos jogando bem e somos líderes. Quanto a mim, comecei bem o ano de 2016, fui bem, fiz gols, mas fiquei agora de novo na reserva. Minha ideia é ficar no Corinthians, mas se vier proposta da Europa tenho que falar com minha família e empresário para ver o que acontece. Estou há dois anos aqui, ficando mais velho, então a ideia é evoluir cada dia. Se Deus quiser poderei jogar como titular do Corinthians e ficar aqui. Tem um treinador que decide, o Tite. Eu só trabalho, me dedico a cada treino para ser titular, mas tem um treinador que escolhe quem vai jogar e eu só fico preparado para quando chegar minha oportunidade poder jogar - relata Romero.

O paraguaio tem 73 partidas pelo Corinthians e 14 gols marcados, sendo o último na goleada por 6 a 0 diante do Cobresal (CHI), pela primeira fase da Copa Libertadores.