Corinthians

Comandante em 2012, Tite tenta levar o espírito do time campeão para o grupo atual (Foto: Agência Corinthians)

Gabriel Carneiro
25/04/2016
08:00
São Paulo (SP)

A eliminação do Campeonato Paulista foi uma pancada forte no planejamento do Corinthians, que mesmo fora da final ainda é dono da melhor campanha em número de pontos somados e vitórias, por exemplo. Tite não escondeu a insatisfação. Após o jogo, mencionou as palavras “dor” e “tristeza” para explicar seu sentimento após os 2 a 2 no tempo normal e derrota por 4 a 1 nos pênaltis para o Osasco Audax. Agora, resta apenas a disputa da Copa Libertadores, e a inspiração no ano de seu único título, em 2012, é inegável.

Há quatro anos, o Timão estreou na Libertadores com um gol no último minuto e não voltou para casa derrotado. Em 2016, repetiu. Há quatro anos, o Timão se classificou no primeiro lugar de sua chave e fechou a fase de grupos com uma goleada por 6 a 0. Em 2016, mesmo o placar dilatado, repetiu. Há quatro anos, o Timão embalou na competição continental depois de fracassar no Paulista. Em 2016 será assim?

No ano em que ganhou a Libertadores, o Corinthians deixou o Estadual após uma derrota por 3 a 2 para a Ponte Preta, e desta vez o Audax foi o vilão. Logo depois, enfrentou o Emelec (ECU) fora de casa, segurou o empate, e então emendou três empates e quatro vitórias até erguer a taça inédita na história.

Entre Ponte e Emelec, porém, Tite mudou a equipe, sacando Julio Cesar para a entrada de Cássio e tirando Liedson, até então titular. Neste ano, o técnico colocou em dúvida a chance de mudar a equipe.

– Eu entendo as perguntas de vocês, projetando mudanças e nominando, mas não é o momento, estamos chateados – avisou o técnico.

O Corinthians enfrenta o Nacional (URU) nesta quarta-feira, pela abertura das oitavas de final da Libertadores. Para avançar, como em 2012, e espantar seus fantasmas.

POSSÍVEIS MUDANÇAS:


Yago?

Yago - Corinthians
Yago tem 17 jogos no ano (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Além do flagra no antidoping que pode render suspensão, clube se preocupa com lado psicológico. Balbuena é opção de Tite para o setor defensivo.

Guilherme?

Guilherme
Guilherme tem 15 jogos na temporada (Foto: Agência Corinthians)

Meia ainda não rendeu o que era esperado e saiu do jogo contra o Audax ainda no intervalo. Rodriguinho entrou bem e pode ganhar uma chance.

Alan Mineiro?

Alan Mineiro deve começar a partida diante do Osasco Audax (Foto: Daniel Augusto Jr)
Alan Mineiro tem dez jogos na temporada (Foto: Daniel Augusto Jr)

Meia perdeu gol feito atuando do lado direito da segunda linha de quatro, na vaga do lesionado Giovanni Augusto, e também saiu no intervalo. Romero, que deu assistência, é uma opção.