Guilherme Amaro
20/04/2018
06:30
São Paulo (SP)

Único time que ainda não foi vazado na Libertadores da América, o Corinthians mostra sua força defensiva em mais uma temporada. O sistema passou por mudanças em 2018, com as saídas de Pablo e Guilherme Arana, mas o técnico Fábio Carille viu a defesa voltar a ser sólida com as entradas de Henrique e Sidcley.

Nos 24 jogos deste ano, foram 19 gols sofridos, mas a média vem caindo. Nos últimos sete duelos, por exemplo, o Timão foi vazado apenas três vezes.

- Esse desempenho defensivo é mérito do grupo, todo mundo se esforça e se dedica dentro de campo, com muito foco e determinação para fazer o que o Carille nos passa. O Corinthians tem esse DNA, e estamos conseguindo bons resultados sem tomar gol - afirmou o zagueiro Henrique, que foi contratado no início deste ano, tornou-se titular e já participou de 16 jogos.

- Todo mundo busca o espaço, o time está bem adaptado e sabe o que fazer em campo, que também é uma marca do Corinthians, e todos me acolheram bem. Isso foi fundamental para mim. O que importa é que o Corinthians sempre está crescendo - disse Henrique.

Henrique quase foi desfalque contra o Independiente (ARG), na última quarta-feira. Após sofrer uma queda feia e bater com a cabeça no chão durante o confronto com o Fluminense, no último domingo, o zagueiro ficou em observação e fez tratamento intensivo. Ele atuou com dores e até deixou o estádio na Argentina com dificuldades para virar a cabeça, mas projeta estar 100% para a partida diante do Paraná, no domingo.

- A queda foi feia, ficamos preocupados, mas fiz exames e depois o tratamento intensivo para não ter dor. Vai melhorando a cada dia. Não estava 100% (contra o Independiente), mas até domingo vou estar - projetou o zagueiro.

O duelo entre Corinthians e Paraná será realizado no domingo, às 11h, em Curitiba, pela segunda rodada do Brasileirão. O Corinthians já viaja nesta sexta.