LANCE!
11/12/2016
20:55
Belo Horizonte (MG)

Camisa 10 do Corinthians, o meia-atacante Guilherme apontou as várias saídas de jogadores e as quatro trocas de técnicos na temporada como alguns dos motivos pela campanha decepcionante em 2016.

No entanto, depois da derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, o jogador disse que é preciso assumir as responsabilidades pelo ano ruim e melhorar em 2017.

- As várias mudanças que houve sem dúvidas foram prejudiciais, mas não podemos dar muita desculpa, ficar se escorando em outras situações, por nossa qualidade poderíamos ter conseguido coisa melhor. Mas quanto menos mudar, melhor - opinou.

Guilherme foi o autor do primeiro gol do Timão diante da Raposa. Contratado em janeiro, ele marcou oito vezes com a camisa alvinegra em 43 partidas.

- Futebol é coletivo e tem que ser dividido sempre, mas individualmente cada um deve analisar o que poderia ter feito melhor não só hoje mas no decorrer do ano, nem todos conseguem ter a mesma oportunidade e a mesma sequência - disse.


Ele ainda mostrou não ter concordado com a contratação de Cristóvão Borges, que depois foi substituído interinamente por Fabio Carille e posteriormente por Oswaldo de Oliveira.

- Depende do momento, no meu ponto de vista, a saída do Tite deixou uma dificuldade de conseguir alguém de imediato com a cara do clube. Algumas escolhas o torcedor cobrou, mas isso tudo já passou. O ideal é que todos assumam suas responsabilidades, agora é descansar, eu mesmo não tenho férias há dois anos - afirmou o atleta, que se reapresenta com o elenco alvinegro em 7 de janeiro.

Indagado sobre a necessidade de muitas contratações para a próxima temporada, Guilherme ponderou:

- Muita coisa já foi mudado, mudar mais um monte? Acho que não, nosso time não é ruim, são ajustes, isso será feito por eles (dirigentes), que são sábios.