Corinthians x Linense
Gabriel Carneiro
19/03/2016
17:54
São Paulo (SP)

Não foi em Assunção, não tinha ninguém bailando sorridente e eram bem mais de quatro guapos a cantar. Para ser mais exato, 31.334 pessoas compareceram à Arena Corinthians na tarde deste sábado e viram o Timão golear o Linense por 4 a 0, pela décima rodada do Campeonato Paulista. De galope para cima da desorganizada equipe do interior, o Corinthians construiu sua vantagem no primeiro tempo com gols de Ángel Romero, artilheiro do clube na temporada, e do zagueiro Balbuena, pela primeira vez com a camisa alvinegra. Na etapa complementar, Edilson deu o toque brasileiro à goleada, mas Romero recuperou o protagonismo para o país vizinho. Foi num baile em Itaquera que os paraguaios deram a vitória ao Timão.

Desgastado pela partida do meio de semana na Libertadores, o Corinthians preservou oito titulares no compromisso deste sábado. Dos que jogaram quarta-feira, contra o Cerro (sim, também do Paraguai), só Cássio esteve em campo na Arena. Além dele, Rodriguinho e André formaram entre os titulares, mas estavam suspensos na competição continental. De resto, só reservas. Mas isso não fez muita diferença, porque os suplentes de Tite também entraram "a dançar" em Itaquera.

Confira como está a classificação do Paulistão

Exatamente como acontece com o time titular, os pontas se procuravam, o centroavante saía da área para buscar o jogo, o volante avançava para ser elemento surpresa, os laterais se apresentavam... Parece simples, mas é raro um time reserva manter o padrão de jogo dos titulares no Brasil. No Corinthians de Tite isso acontece, e na segunda invertida de Danilo para Romero o paraguaio completou de primeira para o gol. Ele estava impedido no lance, mas nem o Linense reclamou.


Depois de abrir o placar aos 7 minutos, o Corinthians ampliou aos 14. Em cobrança de falta de Edilson pelo lado direito do ataque, Balbuena veio de trás e cabeceou com firmeza para o fundo das redes de Oliveira. Com estilo e precisão, o zagueiro paraguaio deixou sua marca no quinto jogo pelo Corinthians.

O Corinthians diminuiu o ritmo depois de abrir vantagem, mas retomou o baile no segundo tempo. Romero chegou perto de marcar o terceiro gol paraguaio, mas parou em Oliveira. Depois, deu bom passe para Rodriguinho, driblou, criou... Mas gol mesmo quem fez foi Edilson, aos 11 minutos. O lateral-direito, imitando a atuação brilhante do titular Fagner no meio de semana, fez um desarme preciso na intermediária, avançou e bateu firme, de fora da área. A bola desviou na marcação e enganou o goleiro do Linense. A goleada paraguaia ganhou seu toque brasileiro.

Mas é claro que o povo paraguaio não ia deixar barato. Aos 23 do segundo tempo, André abriu o jogo para Romero pela direita e o camisa 11 recebeu com liberdade para bater com categoria e vencer Oliveira pela quarta vez. Era o dia deles na Arena Corinthians. E estava tão fácil que Tite colocou em campo até mesmo Cristian, volante que não atuava desde a pré-temporada, e Claudinho, estreante da tarde. Mais que dos paraguaios, era dia de Corinthians.

Líder do Grupo D do Campeonato Paulista com seis pontos a mais que o Red Bull, o Corinthians retomou a liderança geral da competição com 23 pontos, agora dois à frente do Santos. Já o Linense, com 13, segue em terceiro no Grupo A. O próximo desafio do time do interior será quarta-feira, fora de casa, contra o Osasco Audax. Já o Corinthians visita o São Bernardo no mesmo dia, às 21h. Os titulares voltam. Nem precisava....

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 4 X 0 LINENSE

Local
: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data-Hora : 19/3/2016 - 16h
Árbitro : Salim Fende Chavez
Auxiliares : Vicente Romano Neto e Luiz Alberto Andrini Nogueira
Público/renda: 31.334 pagantes/R$ 1.711.408,00
Cartões amarelos: Willians (COR); Edinei e Bileu (LIN)
Gols: Romero 7'1ºT (1-0); Balbuena 14'1ºT (2-0); Edilson 11'2ºT (3-0) e Romero 23'2ºT (4-0)

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Vilson, Balbuena e Guilherme Arana; Willians (Cristian 27'2ºT); Rodriguinho, Alan Mineiro (Maycon 32'2ºT), Danilo e Romero; André (Claudinho 39'2ºT). Técnico: Tite.

LINENSE: Oliveira; Paulo Henrique, Adalberto, Edinei e Lazaroni (Marcão 28'2ºT); Bileu e Zé Antônio; Fillipe Soutto (Leandro Brasília 16'2ºT), Thiago Humberto e Anderson Aquino (Schumacher 10'2ºT); Pottker. Técnico: Moacir Júnior.