Gabriel Carneiro
19/08/2017
08:00
São Paulo (SP)

O atacante Romero tem o mesmo número de gols marcados que o zagueiro Balbuena pelo Corinthians em 2017: cinco. Apesar de não repetir o desempenho goleador do último ano, o camisa 11 se destaca por outros aspectos: deu três assistências, participa de uma boa quantidade de jogadas de gol e é peça fundamental para a elogiável consistência defensiva alvinegra.

Mas o que é bom pode melhorar... A começar do duelo deste sábado, às 16h, contra o Vitória, pela 21ª rodada do Brasileirão, o paraguaio assume uma nova missão no Corinthians: evoluir no ataque e voltar a balançar as redes após intensa rotina de treinamentos ofensivos e dicas do técnico Fábio Carille.


O último gol de Romero saiu há mais de dois meses, na vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo. Desde então, o maior artilheiro da história da Arena Corinthians não marcou mais. Na rotina de trabalhos no CT Joaquim Grava, Carille passou a cobrar mais participação e determinação do paraguaio nas jogadas agudas e notou que o jogador está cada vez mais confiante para executar as ações. Até aqui, em 15 jogos no Brasileirão, ele finalizou 17 vezes e acertou nove. A ideia é que os números cresçam nas próximas rodadas.

- Ele finaliza muito bem e ainda vai fazer muitos gols neste ano - previu o comandante corintiano, há cerca de um mês.

Romero foi um dos destaques do treino de finalizações realizado na última quinta-feira, anotando até mesmo um gol por cobertura para cima de Cássio. Conselhos, treinamento, boa fase do time... hoje tem gol do paraguaio?