Elenco corintiano reunido durante treino nos Estados Unidos (Foto: Daniel Augusto Jr)

Elenco corintiano reunido durante treino nos Estados Unidos (Foto: Daniel Augusto Jr)

Bruno Cassucci
20/01/2016
13:39
Enviado especial a Orlando (EUA)

O Corinthians acredita que uma nova era pode recomeçar a partir da noite desta quarta-feira, quando enfrenta o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, às 22h (de Brasília) em Orlando, nos Estados Unidos, pela segunda rodada da Florida Cup. Diretoria e comissão técnica esperam que a saída de Gil para o Shandong Luneng, da China, tenha sido a última e que a partir de agora o técnico Tite possa começar a remontar a equipe sem temer novos desfalques – além do zagueiro, já saíram Edu Dracena, Jadson, Ralf, Renato Augusto e Vagner Love.

Apesar de muitas mudanças e do ambiente turbulento, o clube quer repetir o filme de 2015, quando também perdeu na estreia da Florida Cup, mas cresceu a partir do segundo jogo da pré-temporada e passou a mostrar um futebol que encantou a todos. Depois do tropeço na primeira partida do ano, para o Colonia, da Alemanha, a equipe comandada por Tite ficou 26 jogos sem perder.

No entanto, o treinador sabe que desta vez o roteiro deve ser diferente – e muito mais difícil. Tite espera por reforços para todos os setores do campo, já que perdeu jogadores na defesa, no meio e no ataque.

Enquanto as contratações não chegam, o comandante alvinegro vai buscando soluções caseiras. O jovem zagueiro Yago, de 20 anos, é uma delas. Ele substituirá Gil esta noite.

Independentemente do resultado, o duelo será histórico. Isso porque pela primeira vez em 105 anos o Corinthians enfrentará uma equipe da Ucrânia. 

Depois de encarar o Shakhtar, o Timão seguirá nos EUA, onde no sábado se despede com um amistoso contra o Fort Lauderdale Strikers.