Bruno Cassucci, Gabriel Carneiro e Rodrigo Vessoni
18/10/2016
14:45
São Paulo (SP)

Sem clube desde julho, quando rescindiu com o Jiangsu Suning, da China, o atacante Jô tem negociação avançada para reforçar o Corinthians em 2017. Revelação das categorias de base do próprio clube, o jogador de 29 anos é aguardado para exames médicos e assinatura de contrato em São Paulo nos próximos dias. Ainda não há uma data específica para o acordo ser fechado, mas já existe acerto verbal entre as partes. Nas conversas, o Timão demonstrou interesse de que Jô se apresente ao CT Joaquim Grava ainda neste ano para realizar um processo de recondicionamento físico.

Sem clube nos últimos meses, Jô tem mantido a forma treinando em academia particular e também no CT do Atlético-MG, seu último time no Brasil, em Belo Horizonte. A ideia do Corinthians, mesmo sem poder aproveitá-lo na Copa do Brasil e no Brasileirão, é que o atacante passe a realizar esta preparação com os profissionais em São Paulo e, assim, se apresente à pré-temporada de 2017 em nível físico semelhante ao dos companheiros.

O estafe de Jô gostou da ideia do Corinthians e a tendência é que tudo se resolva nos próximos dias, inclusive exames médicos e assinatura de contrato. A única pendência é justamente o chamado do Timão, que tem compromisso importante da Copa do Brasil neste meio de semana - após vitória por 2 a 1 diante do Cruzeiro, o time do técnico Oswaldo de Oliveira visita a Raposa no Mineirão nesta quarta-feira, às 21h45, valendo vaga nas semifinais do principal torneio nacional mata-mata.

Jô voltará ao Corinthians 11 anos depois da primeira passagem, que durou entre 2003 e 2005. O atacante foi o jogador mais jovem a estrear pelo profissional do Timão, com 16 anos e três meses, e também o mais jovem a marcar um gol pelo clube. Ele foi negociado com o CSKA (RUS) em 2005 e desde então rodou por Manchester City (ING), Everton (ING), Galatasaray (TUR), Internacional, Atlético-MG, Al Shabab (EAU) e Jiangsu (CHN), além de 27 jogos e até uma Copa do Mundo disputada pela Seleção Brasileira.

O reforço, que disputou 115 jogos e marcou 18 gols na primeira passagem, não custará nada aos cofres do Corinthians além de luvas e salários - ele será a segunda novidade para 2017, pois Luidy, do CRB-AL, já tem acerto. Em entrevista ao site Globoesporte.com, Jô mostrou empolgação em defender o clube que diz torcer desde a infância.

- Nunca estive tão próximo de voltar como agora. Vejo uma proximidade maior pela questão do meu contrato, antes era mais complicado pelos contratos longos que eu tinha. Como estou com essa possibilidade de estar livre, fica mais fácil. As coisas estão caminhando, as conversas estão adiantadas, a possibilidade é grande - disse.