Corinthians

Matheus Bachi, filho e auxiliar de Tite, orienta atividade  na Arena, nesta segunda (Foto: Agência Corinthians)

LANCE!
02/05/2016
17:49
São Paulo (SP)

O técnico Tite mudou a rotina do grupo de jogadores e comandou um treinamento na Arena Corinthians nesta segunda-feira, antevéspera do jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, contra o Nacional (URU). Além do palco da partida, a outra novidade do dia foi a presença de Giovanni Augusto entre os titulares no início da atividade, indicando retorno à equipe em menos tempo do que o prazo de um mês estipulado após o diagnóstico da lesão no pé esquerdo. De acordo com Elias, a possível volta de Giovanni Augusto ao time principal já nesta quarta foi uma surpresa, e se deve principalmente ao empenho do camisa 17 em busca da recuperação.

- Surpreendeu a todos mesmo, também me peguei de surpresa. Méritos da parte médica e física que dá condições de ele entrar em campo e do jogador que mostrou empenho para nos ajudar - afirmou o camisa 7 do Corinthians após o treinamento desta segunda-feira.

Tite mantém o Corinthians em dúvida mesmo após o treinamento desta segunda-feira, e deve definir os titulares apenas na terça, de volta ao CT Joaquim Grava. A dúvida, entretanto, está só entre Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel, que entrou em campo nos minutos finais do trabalho dos titulares e também tem chances de ser acionado contra o Nacional. A missão do Corinthians contra os uruguaios será uma vitória simples na Arena Corinthians nesta quarta-feira, às 21h45. Em caso de empate sem gols, a decisão irá para os pênaltis e se a igualdade tiver gols a vaga será do Nacional.

A necessidade de vitória simples é a grande motivação do Corinthians no compromisso das oitavas de final da Libertadores, mas o grande desafio é superar um histórico recente de eliminações dentro de sua arena: Paulistão e Libertadores de 2015 e Paulistão deste ano, diante do modesto Osasco Audax, nas semifinais, após eliminar o Red Bull. Elias não se importa com os "fantasmas".

- Temos de ter o mesmo espírito que a gente vem jogando em casa. Não é porque fomos eliminados para Audax que está tudo errado. Jogamos em nível alto, mas perdemos. Vamos do mesmo jeito. Temos que deixar isso de lado, uma hora vai encaixar uma sequência de vitórias em mata-mata e vão esquecer esse número. São fantasmas do futebol que não levamos a campo. Ficamos focados. Esperamos apoio quarta-feira, será um jogo difícil contra o Nacional - analisou Elias.

- Procuramos aprender com os erros. Perdemos lá, não aqui. Ano passado perdemos de 2 a 0 para o Guaraní-PAR, esse ano foi 0 a 0. Vocês que criam esse fantasma, mas o roteiro é diferente. Às vezes vocês criam fantasmas porque é o Corinthians, mas estamos procurando fazer um melhor trabalho e sempre vencer - argumentou.