LANCE!
22/09/2016
08:00
São Paulo (SP)

O público de 20.614 pagantes na Arena Corinthians para o confronto diante do Fluminense, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil, não surpreendeu negativamente o Timão, que disputou seu quatro duelo de mata-mata da temporada na noite desta quarta-feira. Logo após a partida vencida por 1 a 0, o presidente Roberto de Andrade foi questionado sobre o público abaixo das expectativas presente em Itaquera e não encarou o fato com estranheza. Segundo o dirigente, há razões que explicam a presença bem abaixo da média de corintianos no estádio.

- Eu acho que é um pouco de tudo (a causa do baixo público). O momento do time, fim de mês e o dinheiro está curto, o frio de São Paulo de hoje. Tudo isso faz com que os torcedores se encolham mais para ficar em casa. É um pouco de tudo - afirmou o presidente, que tem sido alvo de constantes protestos de organizadas do Corinthians por conta da elitização dos preços de ingressos para os jogos na Arena.

Sem procura, o Corinthians teve o segundo pior público de sua história em Itaquera, com os 20.614 pagantes, 20.999 presentes e renda de R$ 1.103.889,50. O público mais baixo foi registrado neste ano, no duelo com o Vitória, pela 21ª rodada do Brasileirão, em 22 de agosto, quando o estádio contou com 20.207 pagantes (20.473 presentes). A renda foi de R$ 930.524,00.

Nesta quarta-feira, o Corinthians até fechou alguns setores da Arena por conta da baixa procura: o setor Oeste, por exemplo, teve poucos assentos ocupados, e o Leste superior ocupou um espaço reduzido da casa corintiana. A ideia de fechar os setores que não tiveram presença maciça de público visa diminuir os custos de operação do estádio, que são muito elevados.

O Timão completou nesta quarta-feira seu 80º jogo na Arena Corinthians. Foram 59 vitórias, 16 empates e cinco derrotas, com 164 gols a favor e 49 contra.