Gabriel Carneiro
12/10/2016
07:00
São Paulo (SP)

Fabio Carille completa nesta quarta-feira, contra o Santa Cruz, dez partidas como treinador interino do Corinthians – contando os dois jogos de 2010 e a sequência atual. Ex-jogador do Timão e homem de confiança de Mano Menezes e Tite, o auxiliar deve voltar à antiga função com a chegada de Oswaldo de Oliveira, que deve ocorrer nas próximas horas. Antes do décimo jogo, conheça dez coisas que você não sabia sobre Carille.

1. Foi um adolescente revoltado quando a família se mudou para o interior e saiu de casa aos 15 anos:

Fabio nasceu em São Paulo, no bairro da Pompéia, mas se mudou para Sertãozinho aos 11 anos, quando o pai arrumou um emprego na cidade. Joaquim, o pai do técnico do Corinthians, lembra que Fabio se rebelou por ter que se mudar da capital para o interior quando adolescente. O menino já estava jogando bola em clubes e temeu que não tivesse nada em Sertãozinho. Mesmo revoltado, o garoto começou a treinar na nova cidade, logo se enturmou e aos 15 anos foi contratado pelo Juventus, da capital, após testes. Cedo, Fabio saiu de casa e foi morar sozinho de novo na capital.

2. É torcedor do Corinthians de infância:

"Eu sou apaixonado primeiro pelo Corinthians, depois por futebol", diz Joaquim Araújo, pai de Fabio Carille. A paixão passou de pai para filho, e o atual técnico acompanhava o Corinthians desde criança como torcedor. Em 1995, teve a oportunidade de defender a equipe como jogador, e a partir de 2009 passou a fazer parte da comissão técnica como auxiliar.

3. É amigo de infância de Anderson Lima e Fernando Diniz:

Dois amigos de infância de Fabio Carille também seguiram carreira no futebol. Anderson Lima, ex-lateral de clubes como Santos, São Paulo, Grêmio e São Caetano, e Fernando Diniz, ex-meio-campista de clubes como Corinthians, Fluminense e Flamengo. Os três foram criados no mesmo bairro em São Paulo e começaram juntos na base do Juventus. Hoje, todos desempenham funções de comando: Anderson Lima é auxiliar de Jorginho, ex-Portuguesa e Diniz foi vice-campeão paulista e comanda o Oeste/Audax na Série B.

4. É mecânico industrial formado pelo SENAI e trabalhou como office boy:

Fabio completou o Ensino Fundamental em Sertãozinho - não era lá muito dedicado aos estudos, segundo relatos - e em seguida fez curso técnico de Mecânica Industrial no SENAI de Ribeirão Preto por influência do pai, que trabalhava em usina. Formado, trabalhou por algum tempo na mesma usina, mas seu serviço mais duradouro foi como office boy de uma loja de materiais de construção. Transportava pedidos e documentos, colhia assinaturas, atendia no balcão. Foram dois anos como faz-tudo na loja.

5. Era meia-atacante no início da carreira como jogador. Virou lateral e zagueiro por causa de um ídolo do São Paulo:

Em todo esse início de carreira, por Sertãozinho e Juventus, Fabio Carille atuava como meia-atacante e às vezes improvisado como segundo volante. Ele só passou a atuar como lateral-esquerdo e zagueiro, posições em que se consagrou, no XV de Jaú. Quem mudou o posicionamento de Fabio foi seu técnico em Jaú, o argentino José Poy, que foi ídolo do São Paulo e teve longa carreira como treinador.

6. Desbravou a China como jogador, em 2003:

Fabio Carille rodou pelo futebol paulista e Paraná até que em 2003, quatro anos antes de pendurar as chuteiras, teve duas curtas experiências internacionais, no futebol da Suíça e na China, levado por empresários. No Guanghzou de 13 anos atrás, Carille desbravou um mercado hoje muito conhecido pelos jogadores brasileiros. Foram três meses no país.

7. É filho de um ex-jogador de futebol e padrinho de uma jogadora de vôlei

Joaquim Araújo, pai de Carille, foi jogador profissional de futebol. Chegou até a defender o Botafogo de Ribeirão Preto, mas parou cedo porque achou que não desse futuro e cuidou da carreira do filho. Fabio, aliás, é padrinho de Mariana, que está trilhando carreira no vôlei. A menina defendeu a Sociedade Hípica de Campinas neste primeiro semestre, mas hoje defende a equipe de Sertãozinho e sonha com uma carreira no esporte.

8. Tem uma filha aspirante a modelo:

Fabio Carille tem dois filhos: Isabela, de 17 anos, e Leonardo, de seis. A primogênita passa longe do futebol, pois quer ser modelo profissional. Ela já fez sessões de fotos e sonha com a carreira nas passarelas.

9. Tem uma escolinha de futebol em Sertãozinho e cobra os professores pelo Whatsapp:

Fabio Carille inaugurou uma escolinha de futebol em Sertãozinho em abril do ano passado, em evento que teve presença de jogadores do Corinthians. Hoje ele administra de longe sua criação e conta com funcionários de confiança, como seu cunhado Guilherme. Carille tem um grupo no Whatsapp com os professores e coordena as ações pela ferramenta.

10. Fala constantemente com Tite e até repete treinos:

Fabio Carille trabalhou por cinco anos com Tite, nas duas últimas e vencedoras passagens. Homem de confiança do atual treinador da Seleção Brasileira, o interino do Corinthians se comunica com frequência com o ex-companheiro de clube. Pede conselhos, comenta assuntos do dia a dia e na rotina do CT Joaquim Grava até "copia" treinamentos em campo.