Gabriel Carneiro
09/01/2017
07:00
São Paulo (SP)

Em meio à saída do superintendente de marketing Gustavo Herbetta e sem um diretor estatutário do setor há quase um ano, o Corinthians está "remontando" seu planejamento em relação aos patrocinadores do clube para 2017. A principal novidade é a criação de um novo espaço para anunciantes, que é a barra da manga da camisa. Já há negociações avançadas com a escola de idioma Minds, que está acertando contrato de um ano para apoiar o Timão e deve ser oficializada pelo clube nos próximos dias.

Em contrapartida à chegada da Minds, duas patrocinadoras se despedem do Corinthians em 2017: o contrato com a Special Dog, que ocupava o calção, terminou no fim do ano passado e não foi renovado, e o contrato com a Tim, que estampa seu logo no número da camisa, vai somente até o fim de janeiro - a Florida Cup será o evento de "despedida". Assim, resta apenas a Caixa Econômica Federal, que mantém contrato até abril com o Timão e ocupa o espaço master do uniforme.

O departamento de marketing do Corinthians considera as saídas de Special Dog e Tim como procedimentos naturais devidos ao alcance dos objetivos por parte das empresas. O clube já trabalha em busca de novas parcerias.

A partir do Campeonato Paulista, o Timão terá ocupados a barra da manga da camisa e o peito. Estarão vagos os seguintes espaços: omoplata, números, calção, barra inferior traseira e mangas. A ideia é anunciar ao menos três novos acordos antes do início da temporada de jogos.

Nos últimos dias, causaram estranheza duas marcas que apareceram em situações distintas ocupando o uniforme do Timão. Na Copa São Paulo de Juniores foi exibido o logotipo da Iveco, mas trata-se de um acordo pontual para o torneio, em permuta de transporte. Já no anúncio do atacante Kazim como reforço foi exibida a marca Winner Play, mas o Corinthians não explicou se foi um engano, porque a empresa rompeu contrato de patrocínio com o Corinthians em agosto, ou um novo acordo.