Palmeiras x Corinthians

Classico entre Palmeiras x Corinthians no Pacaembu, pelo Paulista, foi marcado por confusões fora do estádio

RADAR/LANCE!
06/04/2016
12:51
São Paulo (SP)

O torcedor do Corinthians que assumiu a autoria do disparo de sinalizador que matou o garoto boliviano Kevin Espada em um jogo da Libertadores, em Oruro, em 2013, acabou detido em uma das confusões antes do Clássico entre o Timão e o Palmeiras, no último domingo. Segundo informações do jornal “Folha de S.Paulo”, Hélder Alves Martins, agora com 20 anos, estava na briga que aconteceu ao lado da estação Clínicas do metrô, perto do Pacaembu.

De acordo com o jornal, a confusão começou quando membros da Gaviões da Fiel voltavam da partida que o Palmeiras venceu por 1 a 0 com faixas e instrumentos musicais. Provocados por palmeirenses, eles desceram do caminhão em que estavam e a brigaram com os rivais.

Ao todo, 29 pessoas foram detidas e levadas para a delegacia. Um dos nomes que estavam no boletim de ocorrência era o de Hélder Alves Martins. A presença dele no caminhão também foi confirmada por membros da Gaviões.
Entre os agressores, ainda estavam dois corintianos que ficaram presos em Oruru, segundo informações da Rede Globo. Tadeu Macedo Andrade e Leandro Silva de Oliveira.

Hélder assumiu a culpa por ter disparado o sinalizador que causou a morte de Kevin Spada. Na época, ele tinha 17 anos e não foi preso pelo ato. A investigação do caso no Brasil foi arquivada.