Infográfico do desempenho de Tite nas três passagens pelo Corinthians (Henrique Assale)

 

Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
14/05/2016
08:00
São Paulo (SP)

Foram 61 vitórias, 23 empates e apenas 15 derrotas até aqui, com 173 gols marcados e 75 sofridos num aproveitamento próximo de 70%. Na frieza dos números, Tite poderia chegar ao centésimo jogo de sua terceira passagem pelo Corinthians intacto e fortalecido. Porém, não tem sido bem assim...

Nas últimas semanas, o Timão foi eliminado do Campeonato Paulista e da Libertadores, completando cinco quedas em competições eliminatórias em menos de um ano e meio. Neste domingo, contra o Grêmio, ele inicia a caminhada na terceira competição do ano, o Brasileirão, e atingirá neste jogo mais uma importante marca, de 372 jogos no comando do clube. Ou melhor, 372 no total e cem nesta terceira passagem, iniciada em 2015.

Em 99 jogos, Tite soma o melhor aproveitamento de todas os períodos em que dirigiu o Corinthians, superior até mesmo do que o intervalo entre 17 de outubro de 2010 e 31 de dezembro de 2013, quando venceu Paulista, Brasileiro, Recopa, Libertadores e Mundial. Neste período, o treinador alcançou 59% de aproveitamento. Hoje, são 69% e apenas um título, do Brasileirão do ano passado.

Os números são explicados com facilidade: o Corinthians mantém uma hegemonia em fases de grupos e torneios de pontos corridos desde o segundo semestre de 2014. Tite, então, foi líder das fases iniciais de todas as competições disputadas nesta terceira passagem, inclusive no Paulistão e no Grupo 8 da Libertadores deste ano, quando acabou eliminado no mata-mata. Quedas, aliás, também marcam a terceira passagem.

Se entre maio de 2004 e fevereiro de 2005 não houve tempo para testes definitivos, entre 2010 e 2013 foram quatro eliminações ou perdas de título no mata-mata. Já de 2015 até o momento a soma já chega a cinco. Coincidentemente, todas com o jogo decisivo na Arena Corinthians.

Enquanto tenta acertar as contas com o mata-mata antes da Copa do Brasil, que terá oitavas de final só na segunda quinzena de agosto, Tite foca na disputa do Brasileirão e a especialidade em pontos corridos. Neste domingo, no jogo cem da terceira passagem, e nos próximos 63 até se tornar o técnico recordista de jogos pelo Timão.

Tite, do Corinthians
Tite tem contrato até dezembro de 2017 (Foto: Agência Corinthians)