Bruno Cassucci
30/03/2016
07:40
São Paulo (SP)

Tite não é o único treinador do volante Willians. Para evoluir e atingir seus objetivos na carreira, o jogador recorreu há cerca de cinco anos à Nell Salgado, que aplica o método de coaching, uma espécie de treinamento particular. Porém, nada a ver com aspectos técnicos ou táticos da bola...

Para quem não faz ideia de como funciona este trabalho, utilizado sobretudo no meio empresarial e que vem ganhando espaço entre esportistas, a profissional tem uma explicação simples e direta:

– É tiro, porrada e bomba! Não olhamos para trás, só para frente. Onde quer chegar? Qual o prazo? Tem essa habilidade? Não? Então vamos desenvolver. Não tem conversa fiada, nem chinelinho – contou, bem-humorada, ao LANCE!.

Utilizando técnicas e conhecimentos de diversas ciências, como a administração, gestão de pessoas, psicologia, recursos humanos, entre várias outras, o método de coaching visa transformar potencial em resultado e trabalha sempre com objetivos. Por isso, ao ser emprestado pelo Cruzeiro ao Corinthians, no início do ano, o camisa 5 logo traçou uma meta: a titularidade do Timão!

Nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena, Willians tem mais uma importante etapa na busca por seu sonho. Ele começará a partida contra a Ponte Preta, pelo Paulistão, na qual o técnico Tite utilizará mais uma vez uma equipe mista.

"É tiro, porrada e bomba! Não olhamos para trás, só para frente. Onde quer chegar? Qual o prazo? Não tem conversa fiada, nem chinelinho", Nell Salgado, coach

Antes, certamente ele se consultará com Nell, com quem fala com frequência, às vezes diariamente, por telefone ou Skype. A relação com a coach ficou tão próxima que ela tornou-se amiga do atleta e também madrinha da filha dele.

A profissional apoiou a ida do volante para o Timão e se empolgou por ter Tite como um “aliado”. Willians, por sua vez, não dá muitos detalhes do trabalho com Nell, mas não cansa de fazer elogios a ela:

– Me ajuda muito a ter um emocional forte, tranquilidade fora e dentro de campo. É um trabalho ótimo!

Bate-bola com Nell Salgado, coach de Willians, ao LANCE!:

Quando vocês se conheceram?
Começamos a trabalhar em 2010, assim que ele foi afastado pelo Vanderlei Luxemburgo no Flamengo. Ele tinha sido campeão brasileiro, melhor volante, mas estava em um momento de baixa. Ele foi meu primeiro cliente, morávamos no mesmo condomínio. Vi que ele estava afastado e interfonei a ele. O primeiro objetivo dele era voltar ao grupo, o que aconteceu 15 dias depois.

E agora, qual o objetivo?
Ser titular. Encontrar o caminho, um estilo de jogo que se adeque ao que o Tite quer e ao que o grupo precisa. Depois que ele conseguir – e ele vai conseguir – partimos para outro.

Mas e quando as metas não são atingidas, o que fazer?
A gente revê. Por que não está funcionando? Se estamos trabalhando com uma coisa que não traz o resultado que queremos, mudamos o traçado? Precisa conversar com o técnico? Isso é um tabu no futebol, é preciso saber chegar, e o Willians é muito tímido. Mas ele já me disse que o Tite é super aberto, inteligente, atencioso...

Especificamente com o Willians, o que você aborda?
Ele teve uma infância difícil, vivências duras que transformaram ele num tipo de pessoa. Ele repetia comportamentos ha 25 anos quando nos conhecemos. Coaching é programação mental, para mudar é dificil. Primeiro fazíamos trabalho direto, duas vezes por semana, foi assim por um ano. Entender valores, crenças, o que serve, o que não serve, que ele não precisava atacar para se proteger ou ser respeitado.... Obviamente não foi da noite para o dia, foi um processo. Hoje ele já entende isso, está em outro momento, consegue perceber o papel dele dentro do clube, do grupo, até onde pode ir e se posicionar.

Isso deixou ele mais disciplinado?
O coaching faz você pensar antes de decidir. Nas ruas ele aprendeu a se defender por instinto. Hoje ele sabe que para ser respeitado precisa respeitar, não precisa gritar, bater... Ele tem que mostrar dentro de campo, entender o papel dele. Nisso está saber se é primeiro ou segundo volante, o posicionamento que o técnico espera dele, como se portar perante ao grupo, e colocar isso em prática. Você pode reparar que hoje em dia ele já ousa um pouco mais, de vez em quando vai ao ataque, chuta de longe...

Com a palavra: Willians, ao LANCE!:

No trabalho de coaching você fala mais da sua vida, o que quer construir além do lado profissional, seu histórico de vida... Tudo! Faço isso para evoluir na carreira e na minha vida pessoal. É um trabalho muito bom.

Influencia muita coisa, você vai mais tranquilo para trabalhar, abre amente para quando chegar em campo mostrar o trabalho e a disposição. Me ajuda.

Jogador de futebol vive de mudanças, então você muitas vezes não sabe o que fazer. Esse trabalho também ajuda nisso, creio que vai contribuir nessa minha adaptação ao novo clube, assim como o apoio da torcida e da comissão técnica.