El Tiempo

Jornal colombiano analisou postura tática do Corinthians em sua edição desta quarta-feira (Foto:LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
06/04/2016
17:59
Enviado especial a Bogotá (Colômbia)

O jogo de "vida ou morte" do Independiente Santa Fe na Copa Libertadores de 2016 ganhou as manchetes dos jornais colombianos nesta quarta-feira. Depois do treino aberto realizado pelo técnico Tite no estádio El Campín, os jornalistas do país tentaram dissecar o Corinthians, rival do time nacional pela quinta rodada da fase de grupos, nesta quarta, às 21h45. O periódico "El Tiempo" dedicou boa parte de suas páginas para analisar as chaves táticas da equipe brasileira, destacando jogadores em boa e má fase. De acordo com o jornal, os pontos mais fracos do Timão são Guilherme e André, ambos contratados no início da temporada e ainda em processo de adaptação ao esquema de Tite.

"O time tem problemas para criar pelo centro. Guilherme deveria ser o armador, mas não se adapta ao esquema. O ataque do Corinthians não tem sido muito efetivo pelo meio e o centroavante André também não vive grande fase", diagnostica a publicação, que ainda enaltece outros pontos positivos, como a segurança da defesa e o ataque pelos lados: "A equipe parte de um 4-1-4-1, com Bruno Henrique como o volante que marca, mas apoiado por Elias, que recua até sua zona. A equipe, que toma poucos gols, é organizada na defesa e tem em alto nível o zagueiro Felipe", e "Fagner, o lateral direito, vive um grande momento, vai muito ao ataque. Uendel também. A equipe ataca pelos lados, com Lucca como peça-chave, chegando à área, assim como Giovanni Augusto. Eles apoiam André".

Jornal colombiano
El Tiempo Deportes desta quarta-feira

O Corinthians é atual líder do Grupo 8 da Libertadores, com nove pontos somados de 12 disputados, e pode avançar já nesta quarta-feira caso vença o Santa Fe. Os colombianos estão em segundo na chave com sete pontos, mesma numeração do Cerro Porteño (PAR). Coadjuvante, o chileno Cobresal ainda não somou nenhum ponto no torneio continental. No jogo de ida, o Timão venceu o Santa Fe por apenas 1 a 0, com gol do carrasco Guilherme. A vitória pelo placar mínimo deixou uma impressão curiosa nos colombianos.

"Perdeu, mas trouxe a sensação de que não enfrenta um rival invencível, mesmo com seu prestígio de ter sido o time de Ronaldo, Roberto Carlos, Tévez e tantos outros craques", publicou "El Tiempo".

- É uma partida de vida ou morte, uma final. Temos uma grande oportunidade de vencer diante da nossa torcida, na Libertadores, e contra um rival importantíssimo - disse Luis Manuel Seijas, volante do Santa Fe.