LANCE!
24/11/2016
19:12
São Paulo (SP)

O volante Cristian vive mais um ano difícil no Corinthians. Assim como em 2015, ele não conseguiu se firmar na equipe e atuou muito pouco (19 vezes). No entanto, ele termina a temporada motivado pela chance de voltar a ser titular e por uma conversa que teve com o técnico Oswaldo de Oliveira.

O volante de 33 anos mais uma vez não escondeu chateação com o auxiliar Fabio Carille e revelou o teor do papo com o atual comandante alvinegro:

- Vou deixar claro que o Carille também conversava com todo mundo. Particularmente comigo, eu não via alguns critérios. Não tenho nada contra ele, é um cara que me ajudou. Mas eu sou honesto, falo o que penso. O Oswaldo conversou comigo na semana do jogo contra o Figueirense, teve um papo aberto, bem claro, expôs a situação em que ele estava, disse que eu poderia entrar em alguns jogos e ali eu comecei a criar um pouco de esperanças - disse Cristian, em entrevista coletiva.

- Faltavam três ou quatro rodadas quando ele conversou comigo, e depois ocorreu o episódio do Willians. [...] O Oswaldo conversou comigo, me deu esperança, em momento algum falou que eu iria jogar, mas pediu para eu continuar treinando porque ele pretendia me utilizar. Sempre estou preparado para quando as oportunidades surgem, sei que a cobrança é grande, e se você não está preparado acaba não agarrando as chances - completou o jogador.

Além das cobranças da Fiel torcida, o volante tem de lidar com a pressão dentro de casa, como contou:

- Meu filho sempre me viu jogar no Fenerbahce (TUR) e aqui joguei pouco. Criança não mente. Ele é muito duro comigo às vezes, é criança, mas fala a verdade. Então a gente procura melhorar. Eu sabia que poderia dar mais [...] Ele fala muito. Teve jogos que eu não fui bem e ele perguntava para mim por que não estava correndo, me dedicando... Expliquei que não era bem assim. Depois ele foi vendo que as coisas não são do jeito que ele pensava. A cobrança é altíssima.

Com o afastamento de Willians, Cristian começou a partida contra o Internacional, na última segunda-feira, e será titular mais uma vez no sábado, diante do Atlético-PR, na Arena.