LANCE!
12/12/2016
15:17
São Paulo (SP)

Ídolo histórico do Corinthians por conta das conquistas da Copa Libertadores e do Mundial em 2012, o goleiro Cássio terminou a atual temporada como reserva pela primeira vez em quatro anos de clube. Preterido primeiramente por Tite e depois por Oswaldo de Oliveira, o camisa 12 é um dos jogadores mais caros do elenco e, por isso, apontado como uma das possibilidades de saída para 2017. Cássio não pensa assim. 

Mesmo suplente de Walter no momento, Cássio não pensa em deixar o Corinthians no próximo ano. Inspirado por 2012, quando foi de última opção a titular durante a Libertadores, e de contrato renovado há apenas sete meses, o goleiro espera recuperar espaço a voltar ao time titular.

- Eu não posso trabalhar e recuperar minha posição? Essa é minha meta, trabalhar e mostrar que posso ser titular novamente. Renovei meu contrato esse ano, tenho mais três anos. Nunca me escondi na minha história, vou trabalhar. Como em 2012 falei que queria espaço para ser titular, agora novamente, vou me preparar para voltar e retomar a posição - disse, após a derrota por 3 a 2 contra o Cruzeiro, pela última rodada do Brasileirão, em duelo que nem participou, mas que causou a perda da chance de uma vaga na Libertadores de 2017.

- Todo mundo tem sua parcela de culpa, isso refletiu que todos não conseguiram fazer o seu melhor, não conseguimos a classificação. O Corinthians é um clube vencedor, que disputa grandes campeonatos e é sempre favorito aos títulos. É ruim não disputar outras competições, mas vamos focar para no ano que vem conquistar títulos. Infelizmente não conseguimos nossa meta, mas vamos trabalhar em 2017 - argumentou.

Cássio soma 252 partidas com a camisa do Corinthians, sendo 45 nesta temporada. Walter, antes reserva, termina o ano com seu maior número de jogos desde a contratação, em 2013: ao todo, 24 confrontos. Além deles, o elenco corintiano conta com outros três goleiros: Matheus Vidotto, Caique e Douglas. Eles fizeram dois, um e um jogo, respectivamente.