Cássio

Goleiro reassumiu condição de titular sob o comando do técnico Cristóvão Borges (Foto: Daniel Augusto Jr)

LANCE!
28/07/2016
17:30
São Paulo (SP)

Autor de um dos gols do Nacional (URU) no empate por 2 a 2 que eliminou o Corinthians nas oitavas de final da Copa Libertadores, em maio, o atacante Nico López foi um dos principais reforços do futebol brasileiro para o segundo semestre. E ele fará sua estreia pelo Internacional justamente contra o Timão, neste domingo, pela 17ª rodada do Brasileirão. Titular da meta corintiana, Cássio alertou para o perigo que o jogador representa. 

- Ele é um jogador chato, se movimenta bastante, tem boa colocação, mas também é um atacante como qualquer um que nossa defesa tenha que marcar. Temos que ter atenção, mas nada de anormal, sem faltar com respeito com ele, mas temos que estar atentos como sempre - explicou o goleiro do Corinthians em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava.

O Corinthians tem 30 pontos e está a apenas dois do líder Palmeiras. A equipe vem de dois empates dentro da Arena Corinthians, e agora terá uma sequência de dois jogos como visitante - depois do Inter enfrentará o Atlético-PR - para tentar recuperar os pontos perdidos e buscar assumir a liderança da competição ao término da rodada.

Gaúcho de Veranópolis e revelado nas divisões de base do Grêmio, o camisa 12 do Corinthians admite que há uma rivalidade recente entre o clube paulista e o Internacional, e tenta contornar a "tensão" até mesmo com sua própria família: ele tem uma irmã colorada e espera a torcida dela no próximo domingo, às 16h.

- Quem não é corintiano não gosta de Corinthians. Vamos em outros estados e quem é Corinthians não tem dois times. Tem essa rivalidade. Se puxar Grêmio, São Paulo, tem rivalidade, assim como o Inter. Tem esse histórico. Eu tenho uma irmã colorada que fala disso. Minha irmã é fanática, sempre pede para trocar camisa, mas acho que entre Inter e Corinthians, ela vai torcer para mim, né?! - brincou o goleiro do Corinthians.​