Ferroviária x Corinthians

Ferroviária ficou em vantagem duas vezes no confronto deste domingo (Foto: João Moura/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
21/02/2016
22:39
Araraquara (SP)

Aos 13 do segundo tempo, apenas oito minutos depois de o Corinthians conseguir alcançar o empate contra a Ferroviária, Samuel tentou a batida de fora da área, mas a bola desviou na zaga do Timão e sobrou para Juninho, que finalizou dali mesmo. Cássio até encostou na bola, mas não evitou o gol que recolocaria o time da casa em vantagem. Após a partida, o goleiro do Timão admitiu ter falhado naquele lance que só não custou caro ao Corinthians porque Giovanni Augusto anotaria o gol dos 2 a 2 aos 37 da etapa complementar. Foi sofrido, mas o empate serviu para o Timão manter a liderança geral do Paulistão e a campanha invicta na temporada.

- Seria muito fácil eu colocar a desculpa na perna. Não senti, não. Tomei um gol defensável. Acabei calculando mal. Teve alguns lances em que não calculei muito bem, estava inteiro na bola e não fiz a ação correta - reconheceu Cássio, que reclamou durante o jogo de fortes dores na perna esquerda, mas não foi substituído por Tite e suportou até o apito final.

- Agora é melhorar. Nosso time está em crescimento, eu também venho em evolução, e a gente vai evoluindo, vai crescendo, e tenho certeza que esses lances não vão se repetir novamente - confia.

Cássio é o único jogador que atuou em todas as partidas oficiais do Corinthians em 2016. Com o reserva Walter tratando uma lesão na costela, o camisa 12 esteve nos compromissos diante de XV de Piracicaba, Osasco Audax, Capivariano, São Paulo e Cobresal, além do empate em 2 a 2 contra a Ferroviária, único jogo em que a defesa alvinegra sofreu mais de um gol. Apesar do desconforto na coxa esquerda, Cássio não saiu de campo. Segundo ele, isso não tem relação com a ausência de Walter no banco.

- O ideal seria, por o Matheus ser um menino novo, não entrar em um jogo assim, mas se fosse uma gravidade grande, de não conseguir caminhar, eu sairia, porque tenho confiança nele. Ele treina, se dedica, é um menino que tem futuro muito grande no Corinthians - disse.