Love Corinthians

Love tem 12 gols no Campeonato Brasileiro (Foto: Reginaldo Castro)

LANCE!
17/11/2015
08:55
São Paulo (SP)

Visitante? O atacante Vagner Love estará em casa na noite desta quinta-feira, em São Januário, em jogo contra o Vasco que pode garantir o título brasileiro ao Corinthians. Carioca e vizinho do estádio vascaíno durante boa parte da infância, o camisa 99 do Timão não quer saber de esperar para gritar "É campeão" em Itaquera. No que depender dele, a festa será em solo carioca.

– Vou ficar muito feliz se isso acontecer, sou carioca, minha família é toda do Rio. Vou ficar muito feliz. No título da UEFA minha mãe estava no estádio. Nesse ela não vai estar no estádio, mas bem pertinho, passando aquela energia positiva. Vou ficar muito feliz se for campeão e logo em seguida puder estar com a família – comentou o jogador.

O motivo que deixará a família de Love longe das arquibancadas de São Januário na noite de quinta é o receio de violência durante o jogo. A rivalidade entre as torcidas corintiana e vascaína, aliada ao clima decisivo da partida e à dificuldade de chegar ao estádio, faz com que o atacante projete a possível festa do título em sua casa, afastado do palco do duelo.

– Vou comemorar fora dali, o acesso não é bom. Para minha família não é algo bom. Se acontecer de sermos campeões, quero comemorar com a minha família, longe de São Januário de preferência.

Sair de São Januário com três pontos, no entanto, não promete ser tarefa fácil para o Timão. Se por um lado os comandados de Tite estão isolados na liderança, com 76 pontos, o Vasco luta rodada a rodada contra o rebaixamento e, com 33 pontos, pode deixar o Z4 em caso de vitória e combinação de resultados nos demais jogos.

– Na verdade eu morei em São Januário quando era mais novo. Conheço bem. Vai ser pressão com certeza, eles vão comparecer, principalmente na nossa chegada vão querer nos intimidar. Mas o futebol é dentro das quatro linhas, o acesso lá é difícil pra caramba. A entrada de ônibus é a mesma para os dois clubes, tem uma dificuldade grande também para torcida, vamos ter muita pressão, mas quando entrarmos em campo será outra história – finalizou Love.