Corinthians é campeão no Futsal Down

Corinthians e Portuguesa ficaram no empate em 1  a 1 na primeira fase do torneio (FOTO: Dorival Rosa/Portuguesa)

Léo Saueia
23/11/2015
08:25
São Paulo (SP)

Depois de fazer a festa em São Januário, comemorando o hexacampeonato brasileiro, o Corinthians voltou a vibrar com outro título, desta vez nas quadras. De forma invicta no quadrangular, o Timão Down passou por cima de Santos, Juventus e Portuguesa e foi campeão da primeira edição do torneio, batendo o Moleque Travesso, clube que sediou o torneio, na decisão por expressivos 5 a 0.

Logo na estreia, o JR Corinthians, único time do campeonato de futsal Down que tem uma equipe própria, já mostrou que era grande favorito à conquista, quando bateu tranquilamente o Santos pelo placar de 4 a 1.

A Lusa, que foi representada no torneio por atletas "emprestados" pelo Timão, foi a única que fez frente ao campeão e segurou um empate em 1 a 1. Ao final do duelo, assim que o árbitro soltou o último apito, jogadores dos dois times ergueram o braço e comemoraram o resultado, num gesto significativo que mostrava a união fora das quatro linhas.

Eliminados após a primeira fase, Santos e Portuguesa fizeram a disputa de terceiro e quarto lugar. Depois de abrir o marcador e ver seu atleta comemorando como gente grande, tirando a camisa, a Lusa sofreu a virada e terminou em quarto.

Já sem objetivos, a Portuguesa se juntou atrás do banco de reservas do Corinthians para acompanhar a decisão contra o Juventus e torcer pelos amigos. Antes de a bola rolar, foi comum assistir a jogadores da Lusa dando instruções e fazendo recomendações visando o título, que seria depois comemorado pelos dois times, sem qualquer rivalidade, como se vestissem uma só camisa e representassem o mesmo sonho.

Sonho, aliás, que Davi custou a acreditar que não se concretizou. Beque da Lusa, o camisa 5 sentou nas arquibancadas depois da derrota para o Peixe, cruzou os braços e substituiu o sorriso com o qual entrou em campo pelas lágrimas.

- Nós perdemos, ficamos em último - lamentou o defensor, visivelmente desapontado com o placar.

Ao final da goleada sobre o Moleque Travesso, que não conseguiu aprontar nada, o ginásio se juntou ao coro e endossou as vozes que vinham de dentro da quadra com o título: "Timão eô, Timão eô".