Gabriel Carneiro
08/02/2017
23:38
Poços de Calda (MG)

Rodriguinho passou perto de deixar o Corinthians há pouquíssimo tempo. Ele recebeu uma proposta do Fenerbahce (TUR) e ficou seduzido pela chance de jogar na Europa. Não foi desta vez... o Timão bateu o pé e rejeitou a oferta a contragosto dos empresários e do próprio jogador, que admitiu certo incômodo. No fim, sorte do Corinthians. Foi da cabeça boa de Rodriguinho, refeita após o fracasso das negociações, o gol que deu a classificação da equipe à segunda fase da Copa do Brasil ao vencer a Caldense por 1 a 0 no estádio Ronaldão, em Poços de Caldas.

Apesar da maioria corintiana em Minas Gerais, a torcida da Caldense deu um show à parte. Cantou contra os jogadores do Corinthians, ironizou negociações fracassadas e vaiou Jô a cada toque na bola. Dentro de campo, o time sentiu o calor da torcida, tanto é que foi comum ver o jogador que estava com a posse de bola se desesperar e não saber o que fazer quando o volume da torcida aumentava nas arquibancadas. "Nunca vi o Ronaldão assim", confidenciou um torcedor.

As primeiras chances foram do time de mais poderio econômico. Dos pés de Marlone, que carregou a bola pela esquerda, deu um corte na marcação e bateu por cima do gol de Neguett. A Caldense esboçou reação em lances de Ewerton Maradona, mas a qualidade do Timão era notória: novamente Marlone recebeu lançamento de Rodriguinho e serviu Gabriel, que bateu na trave. Na sobra, o camisa 8 parou no goleiro do time mineiro. Novamente a Caldense reagiu, mas Maradona parou em Cássio. Sempre Maradona.

O primeiro tempo parecia que ia acabar sem gols, mas o Corinthians não perdoou. Aos 39 minutos, Jô recebeu a bola após cobrança de lateral, protegeu e rolou para Fagner. Caprichoso, o lateral cruzou e viu Rodriguinho só ter o trabalho de cabecear ao chão para marcar o primeiro gol do Corinthians. Com a cabeça boa de Rodriguinho, a inteligência de Jô e a técnica de Fagner, 1 a 0.

A lógica da partida continuou na etapa complementar, com domínio claro do Corinthians. Fellipe Bastos quase fez de falta, Rodriguinho obrigou Neguett a uma defesa difícil, a Caldense compensou com uma batida de Zambi para defesa de Cássio, mas não saiu disso. Era dia de festa para o lado descoberto das arquibancadas do Ronaldão...

O Corinthians agora aguarda seu adversário na segunda fase entre Brusque e Remo. A Caldense dará foco exclusivo ao Campeonato Mineiro. O mando de campo na próxima etapa será decidido em sorteio: se houver empate no jogo único, a decisão irá para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA
CALDENSE 0 X 1 CORINTHIANS


Local: Estádio Ronaldão, em Poços de Caldas
Data: 8/2/2017 - às 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)
Público/renda: 7.536 pagantes / R$ 490.880,00
Cartões amarelos: Thiago Carpini, Álvaro e Cristiano (Caldense); Fellipe Bastos (Corinthians)
Gol: Rodriguinho, 39'/1ºT (0-1)

CALDENSE:
Neguete, Larazani, Marcelinho, Hélio e Rafael Estevam; Álvaro, Thiago Carpini (César - 19'/2ºT), Anderson Santos (Cristiano - 6'/2ºT) e Maradona (edu Silva - 26'/2ºT); Luiz Eduardo e Zambi. Técnico: Thiago Oliveira.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel; Gabriel; Giovanni Augusto (Marquinhos Gabriel - 19'/2ºT), Fellipe Bastos (Camacho - 26'/2ºT), Rodriguinho (Guilherme - 39'/2ºT) e Marlone; Jô. Técnico: Fabio Carille.