LANCE!
13/05/2016
16:06
São Paulo (SP)

Auxiliar de Tite desde 2001, Cleber Xavier deu declarações impactantes durante entrevista a uma rádio gaúcha na noite desta quinta-feira. O profissional da comissão técnica do Corinthians foi questionado a respeito da possibilidade do clube perder mais jogadores neste meio de temporada, e tratou novas saídas como "certeza". Além disso, Xavier questionou as novas lideranças do elenco alvinegro, que perdeu seis titulares campeões brasileiros do ano passado (Gil, Ralf, Jadson, Renato Augusto, Malcom e Vágner Love) e inicia neste fim de semana sua campanha em busca do bi do Brasileirão.

- Se tu me perguntar qual o time titular do Corinthians eu não sei te dizer. Estamos tentando refazer, porque um sai, outro machuca, então não consegue definir uma equipe. Nossas lideranças hoje são Cássio e Elias, jogadores de Seleção, mas não são aqueles que sempre foram lideranças, e prematuramente têm que assumir a função, porque os principais jogadores saíram. Aí tu não consegue dar nível da equipe, padrão da equipe - sentenciou Cleber Xavier, em entrevista à Rádio Grenal.

Em 2016, o Corinthians iniciou um processo de reestruturação após as perdas de seis titulares e anunciou 11 reforços, sendo que o último (Marquinhos Gabriel) disputou apenas uma partida até o momento. Agora, o clube pode passar por nova reformulação, já que Felipe tem negociações avançadas para defender o Porto (POR) a partir do meio do ano e o estafe do volante Elias espera uma nova proposta do futebol chinês, que ele recusou no início do ano. Além disso, o Timão tem outros jogadores em alta, como Cássio e Fagner, e espera perder jogadores durante o Brasileirão.

- Pode ter certeza que quando abrir a janela vamos ter mais um desmanche, é a realidade do futebol brasileiro. Temos essa consciência e trabalhamos em cima disso. Direção entende, mas com mercado da China abrindo desse jeito, equipes da Europa buscando jogadores nossos, é o caso do Felipe. Essa é a realidade do futebol brasileiro, fazer um time a cada semestre, tem sido assim no Corinthians, mesmo andando junto com a direção - analisou o auxiliar de Tite.

Na mesma entrevista, Cleber Xavier evitou comentários sobre a possibilidade de novos reforços, mas explicou que o clube não deseja perder ninguém para o Brasileirão. O lateral-direito Edilson está na mira do Grêmio e já negocia a liberação, mas a posição da comissão técnica é de não liberá-lo.

Nesta sexta-feira, dia seguinte à polêmica entrevista, o auxiliar de Tite reuniu os jornalistas na sala de imprensa do CT Joaquim Grava para realizar um pronunciamento a respeito do tema. Segundo ele, as afirmações foram descontextualizadas.

- Dei entrevista para rádios do Rio Grande do Sul e para minha surpresa as declarações foram colocadas de forma errada, enganosa. Falando de desmanche, escalação da equipe. Vim esclarecer aqui para vocês, porque falei que não temos equipe definida, e é verdade, porque temos a situação do Yago, Elias e Balbuena em seleções, chegadas de jogadores... Situações que temos que trabalhar com calma. Sobre desmanche falei sobre a realidade do futebol brasileiro como um todo, e assim acho que vai acontecer com outras equipes também. Colocaram de forma errada - argumentou.