Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro
17/03/2016
00:04
São Paulo (SP)

Uma atuação sólida e convincente do Corinthians. O Timão venceu o Cerro Porteño por 2 a 0, na Arena, e teve em Lucca seu melhor jogador em campo. Ele "fez de tudo". Confira as notas do LANCE!:

CORINTHIANS

6,5
Cássio

Mero espectador da vitória do Corinthians na Arena, exceto em lance aos 35 do segundo tempo, quando correspondeu.

7,5
Fagner

Precisão nos desarmes e inteligência para abrir o jogo, ora com Guilherme, ora com Giovanni, marcaram boa atuação.

7,0
Felipe

Segurança absoluta. Pelo chão e pelo alto, afastou qualquer chance criada pelo Cerro do seu lado. Combate eficiente.

6,5
Yago

Apenas uma bobeada no segundo tempo, mas acabou sem compremeter, pois o Cerro não aproveitou. Saída fácil e boa.

6,5
Uendel

Pouco acionado ofensivamente, desarmou Díaz na melhor chance do Cerro no primeiro tempo. Boa reposição atrás.

6,5
Bruno Henrique

Recordista de passes errados, mas também participativo na construção ofensiva. Bem eficiente na marcação pelo meio.

6,5
Giovanni Augusto

Precisão nas viradas de jogo chamou atenção. Inteligente, abriu o campo para criar. Erra pouco e se entrega muito.

7,0
Maycon

Bola na trave, lançamentos precisos, consistência no setor de marcação... Aos 18 anos, garoto administrou a pressão.

6,5
Guilherme

Com facilidade na transição ofensiva e boa técnica, abriu espaços, mas não transformou em chances claras de gol.

8,5
Lucca

Aproveitou a liberdade pelo lado esquerdo do ataque para mostrar qualidade técnica e oportunismo. Gol e bons dribles.

6,0
Luciano

Participativo, se movimentou para abrir espaço a quem vinha de trás e pelos lados. Discreto, mas não mal na partida.

6,0
Danilo

Não conseguiu segurar a bola por muito tempo no campo de ataque, uma de suas funções. Entrada apagada.

6,5
Willians

No momento de mais pressão do Cerro, entrou para apertar a marcação. Deu combates certeiros e cumpriu a missão.


Alan Mineiro

Pouco tempo em campo. Fica sem nota.

8,0
Téc: Tite

Qualidade das transições, precisão na troca de passes e inteligência na criação são fruto de treino. Tudo deu certo.

Corinthians x Cerro Porteño
Mosaico antes do jogo (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

CERRO PORTEÑO (PAR)

6,5
Anthony Silva

Fez duas boas defesa e saiu bem nos pés de Maycon.

3,5
Carlos Bonet

Não conseguiu achar Lucca e perdeu boa chance na frente.

3,5
Víctor Mareco

Sofreu para fazer a cobertura pelo seu setor e marcou contra.

5,0
Bruno Valdez

Também sofreu com a movimentação corintiana.

4,5
Júnior Alonso

Errou muito passes e lançamentos nas saídas pela esquerda.

5,0
Oviedo

Deu espaços o meio.

6,0
Jorge Rojas

Desarmou e não comprometeu nas saídas de bola. Correto.

5,5
Rodrigo Rojas

Ajudou na marcação, mas também errou demais.

5,0
Estigarribia

Praticamente não produziu e foi substituído na etapa final.

4,5
Sergio Díaz

Cansou de perder bolas e ficou em impedimento três vezes.

5,5
Leal

Outro flagrado em impedimento três vezes. Tentou abrir espaços pelos lados.

5,0
Beltrán

Não conseguiu receber em boas condições pelo alto, sua especialidade.

6,0
Fabbro

Buscou mais o jogo e tentou criar perigo, mas sem brilho.

5,5
Ortigoza

Atuou um pouco mais de 15 minutos e praticamente não pegou na bola.

5,0
Téc: César Farias

Sacou Beltrán (que fez dois no jogo no Paraguai) para apostar em contra-ataque, mas não deu certo.