LANCE!
20/10/2016
00:10
São Paulo (SP)

Os jogadores do Corinthians deixaram o Mineirão revoltados com o árbitro Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO). Eles contestaram a marcação do pênalti que resultou no segundo gol celeste, alegaram que faltas foram invertidas e também reclamaram do pouco tempo de acréscimo no segundo tempo (quatro minutos).

Logo após o apito final, alguns atletas alvinegros cercaram o trio de arbitragem e dispararam críticas.

– Se você olhar o resultado, (o juiz influenciou) sim. O quarto gol do Cruzeiro saiu em uma falta que, para nós, não existiu. O pênalti foi duvidoso, o juiz deu quatro minutos de acréscimo, sendo que o Ábila caiu quantas vezes? E o Lucas? Quando a gente ia bater lateral, não tinha bola. É coisa para se pensar – afirmou o lateral-direito Fagner.


Um dos mais exaltados era o meia Rodriguinho. Ele disse que tentaria conter as palavras para não ser punido depois pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

– Estou de cabeça quente e vou segurar um pouco, mas o Sóbis fez uma falta agora, matou o contra-ataque e ele não deu cartão. A falta que originou o último gol não foi nada, o pênalti eu não sei, mas a arbitragem é completamente confusa. Não posso falar o que acho, prefiro esfriar a cabeça – declarou.