Treino Seleção Olimpica

Seleção olímpica treinou nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava (Foto: Lucas Figueiredo/Mowa press)

LANCE!
12/08/2016
17:53
São Paulo (SP)

Após fazer duras críticas à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) quando perdeu o técnico Tite e o gerente de futebol Edu Gaspar, o Corinthians parece ter feito as pazes com a entidade. Nesta sexta-feira, o Timão cedeu o CT Joaquim Grava e três jogadores da base (zagueiro Franklin, meia Bilu e atacante Vitinho) para a Seleção olímpica. Além disso, a atividade comandada pelo técnico Cristóvão Borges foi adiantada para o time canarinho treinar.

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse que é necessário "separar os episódios". O dirigente esteve no CT Joaquim Grava durante o treino da Seleção olímpica, assim como Andrés Sanchez, ex-presidente do Timão e ex-diretor de Seleções da CBF.

- Primeiro temos que separar as coisas. Minha crítica foi sobre aquele episódio (saída de Tite). Sempre abrimos as portas para a Seleção treinar aqui. Até porque, pelo que me consta, em São Paulo sempre somos escolhidos pelas condições que temos. É um motivo de orgulho podemos cooperar para a Seleção ir em busca desse ouro - afirmou Roberto de Andrade, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

O CT Joaquim Grava ajuda na logística da CBF, já que é perto do Aeroporto de Guarulhos, do hotel e da Arena Corinthians, palco do duelo com a Colômbia, sábado, às 22h, pelas quartas de final.

Já o Corinthians viaja ainda nesta sexta-feira para Porto Alegre, onde enfrenta o Grêmio, domingo, às 11h, pela 20ª rodada do Brasileirão.