Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
03/06/2016
08:15
São Paulo (SP)

Tite fez de suas dificuldades na montagem do time titular uma oportunidade de testar opções. E foi recompensado! Talvez nem o próprio treinador imaginasse, mas as perdas de Yago, suspenso por doping, e Balbuena e Elias, na Copa América, fizeram despontar duas surpresas que têm dado conta do recado no setor defensivo do Timão: Vilson e Cristian, antes patinhos feios do elenco, agora são titulares com marcas expressivas.

Cristian, por exemplo, chegou até o fim de maio de 2016 com menos de 45 minutos jogados em toda a temporada, mas virou titular contra a Ponte Preta, após a saída de Elias para a Seleção Brasileira, e não saiu mais do time. Desafiando problemas físicos anteriores e a forte concorrência, ele se firmou na equipe e vive o melhor momento desde o retorno, no início de 2015.

– Todo jogador precisa de sequência de jogos, e comigo não é diferente. Estamos encaixando o time, que precisa jogar junto – diz o volante de 32 anos, pilar do novo esquema tático de Tite, que já rendeu seis gols feitos e nenhum sofrido.

Vilson também precisou quebrar expectativas para ser titular, já que era a quarta opção da zaga e visto com desconfiança pela Fiel. Nem precisava... em oito jogos pelo Timão, inclusive os três da sequência em que virou titular, não houve nenhum resultado negativo. Ao lado de Felipe, o camisa 15 nem sequer viu sua equipe sofrer gols.

Invictos na temporada, sendo Cristian em cinco jogos oficiais e Vilson em oito, a dupla de patinhos feios prova cada vez mais a força do elenco alvinegro em 2016. Em breve, Yago, Balbuena e Elias (com este a expectativa é menor) devem voltar. E como fica a dupla titular?

– Concorrência leal é do jogo, da vida. É assim que se faz equipe – diz Tite, que aproveitou suas chances.