Balbuena durante treino do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)

Balbuena pode ser desfalque por até nove rodadas do Campeonato Brasileiro (Foto: Daniel Augusto Jr)

Gabriel Carneiro
18/05/2016
12:27
São Paulo (SP)

Balbuena durou apenas duas partidas como titular do Corinthians em 2016. Não se trata, no entanto, de nenhuma mudança de ideia do técnico Tite, e sim de necessidade: após enfrentar o Vitória no domingo, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o paraguaio se apresentará na próxima segunda-feira à seleção que se prepara para a disputa a Copa América. Depois disso, pode ficar até nove partidas fora da competição, o que deixará dúvidas na escalação, pois Yago está suspenso preventivamente por doping e Felipe está próximo de ser negociado com o Porto, de Portugal.

- A gente sabe que essas coisas acontecem e tem que trabalhar para entrar no time independentemente disso (venda de Felipe). Se o Felipe for ou não (negociado com o futebol europeu), nós que estamos no mesmo setor, Pedro e Vilson, temos que trabalhar para entrar na equipe. Isso não muda nossa forma de trabalhar porque temos que estar sempre à disposição para se o Tite precisar - comentou Balbuena, em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava.

O paraguaio contratado no início da temporada só virou titular por conta do flagra de Yago no exame antidoping após partida da oitava rodada do Campeonato Paulista. O camisa 3 está suspenso preventivamente por 30 dias, e o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) até vetou o cancelamento desta punição após pedido do Corinthians, que ainda aguarda a definição da data do julgamento, não marcado pela Federação Paulista de Futebol. Apesar do parceiro estar impedido de entrar em campo em razão do problema, Balbuena não vê Yago abalado psicologicamente.

- O Yago é um cara muito forte de cabeça, mentalmente está forte e todos estão demonstrando apoio. Ele está assumindo tudo favoravelmente, é um cara tranquilo. A gente fica tranquilo neste sentido, porque sabemos da qualidade de pessoa e da cabeça boa que ele tem - disse o paraguaio.

Agora, enquanto Yago aguarda o julgamento e Vilson provavelmente entra em campo ao lado de Felipe, Balbuena serve à seleção do Paraguai com alta expectativa. Mesmo que isso interrompa sua sequência como titular no Corinthians.

- Comecei jogando o Brasileirão no Corinthians, isso é muito motivante para mim, para eu seguir trabalhando como já estou. Depois vou para a seleção, que é algo que todo jogador sonha, e estou contente por ter essa oportunidade. Estou tendo uma sequência na minha seleção e isso é muito importante para a minha carreira - falou o camisa 4 do Timão.