Gabriel Carneiro
21/07/2016
20:34
São Paulo (SP)

Sem propostas para vender Alexandre Pato e notando o interesse do jogador de 26 anos em dar certo pelo Corinthians nos últimos seis meses de contrato, o clube tem estudado estratégias para "amansar" sua torcida a respeito do jogador, que foi contratado por R$ 40 milhões em 2013 e saiu pela porta dos fundos no ano seguinte. Uma das ações possíveis é vestir Pato com a camisa 77, numeração simbólica na história do Timão em razão da conquista do Campeonato Paulista daquele ano.

Pato não tem numeração definida pelo Corinthians a dois dias de sua provável estreia na partida contra o Figueirense, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Há duas semanas participando dos trabalhos no CT Joaquim Grava, o jogador não poderá usar a 7 de sua primeira passagem (hoje a numeração é de Elias) e nem outras camisas que vestiu nos outros clubes que defendeu na carreira, como a 9, que pertence a André, ou a 11, vestida por Ángel Romero.

Desta forma, os departamentos de marketing e futebol do Corinthians têm procurado alternativas. De 1 a 34, apenas a 2, a 21, a 22, a 24 e a 33 estão livres e disponíveis para o atacante. Porém, há possibilidade da escolha do atacante ser orientada pelo Corinthians, com a ideia de criar certa identificação entre torcida e jogador, ainda que tardia. Neste sentido, dar a 77 a Pato é uma iniciativa defendida por diversas frentes.

Além da camisa simbólica, o clube deseja realizar ações específicas para valorizar a imagem de Pato, arranhada após a primeira passagem pelo Timão. Estão nos planos postagens em redes sociais (até o momento, as menções ao jogador são quase nulas) e até uso de telão da Arena Corinthians. O objetivo é de "reconciliação" entre torcida e jogador, já que há temor de vaias individuais durante a partida contra o Figueirense, caso Pato seja utilizado.

Ainda sem numeração definida, o "reforço" do Corinthians está à disposição de Cristóvão para a partida deste sábado, mas deve começar como reserva de André na função de centroavante. Em 63 jogos, o atacante marcou 17 gols pelo Corinthians.