LANCE!
13/03/2018
11:50
Rio de Janeiro (RJ)

Em contagem regressiva para mais uma Copa do Mundo, as comissões técnicas e jogadores das seleções ditas como favoritas trabalham duro para o objetivo maior de erguer a taça. A menos de 100 dias para a bola rolar no Mundial da Rússia, em 14 de junho, o que se pode avaliar das sete seleções que já conquistaram ao menos uma vez a Copa?

O LANCE! detalha como elas estão no momento. Veja o raio-X, com opiniões de jornalistas locais e um "palpitão" do Brasil e do mundo sobre os campeões.

BRASIL (campeão em 1958, 1962, 1970,1994 e 2002) - GRUPO E

Paulinho e Livermore - Inglaterra x Brasil
Paulinho ascendeu com Tite (Foto: Ian Kington / AFP)

TIME-BASE - Alisson; Daniel Alves, Miranda, Marquinho e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Renato Augusto e Phillipe Coutinho; Gabriel Jesus e Neymar (Willian). Técnico: Tite.

EM ALTA - Sob o comando de Tite, a Seleção Brasileira viu jogadores como Casemiro, Phillipe Coutinho, Renato Augusto e Gabriel Jesus subirem de produção. No meio, Paulinho passou a surgir como "elemento-surpresa" e se destacou por gols marcados. Além disto, Neymar deixou de ser centralizador de jogadas e passou a atuar mais para a equipe.

PROBLEMAS - Após submeter-se a uma cirurgia para recuperar-se de fratura no quinto metatarso do seu pé direito, a presença de Neymar em boas condições na largada da Copa é uma incógnita. A previsão é de que volte no fim de maio. 

PRÓXIMOS JOGOS

23/03 - Rússia - Estádio Luzhniki (RUS)
27/03 - Alemanha - Estádio Olímpico de Berlim (ALE)

COM A PALAVRA

'Mesmo sem Neymar, Tite pode adaptar Seleção Brasileira a novos padrões'

EDUARDO TIRONI
Colunista do LANCE!

"De modo geral, a Seleção Brasileira surge como uma das favoritas ao Mundial-2018. Nem mesmo a lesão de Neymar pode abalar a equipe: Tite tem condições de testar outras formações sem o camisa 10. 

Em outros setores, Alison vive sua melhor fase, e Marcelo talvez seja o melhor brasileiro na Europa no momento. Casemiro está em grande fase e o setor ofensivo dispensa comentários."

COM A PALAVRA

'Brasil chega forte, mas longe de ser favorito em Copa equilibrada'

JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO
Blogueiro do LANCE!

"A Seleção Brasileira que irá para a Copa não tende a ter grandes surpresas em relação à base formada nas Eliminatórias. Mesmo com os bons resultados, é inegável que ainda há preocupações até a chegada à Rússia.

A maior delas é a defesa, pois os zagueiros já viveram momentos melhores. Thiago Silva, garantido por membros da comissão técnica, não deve vestir mais a camisa da Seleção Brasileira. Não tem controle emocional nenhum.

A incógnita em torno de Neymar foi um erro de Tite, que dependeu demais de um jogador que é um craque, mas que reclama muito da arbitragem. E, na meta, sigo sem entender a ausência de Vanderlei. O Brasil chega forte, mas longe de ser favorita no momento. A Alemanha é mais forte, e Espanha e Portugal, ao meu ver, também, em uma Copa que será marcada pelo equilíbrio."

COM A PALAVRA

'Lesões de Neymar e Jesus podem trazer impactos á harmonia do Brasil'

FÁBIO CHIORINO
Blogueiro do LANCE!

"Tite estava certo quando disse, logo após as Eliminatórias, que o ideal era disputar a Copa do Mundo já na sequência. Naquele momento, a engrenagem estava rodando com perfeição e o Brasil atingia novamente o patamar que o colocava como favorito ao título na Rússia.

De lá para cá, lesões de Gabriel Jesus e Neymar balançaram a harmonia já prejudicada pelo hiato de jogos oficiais disputados pela Seleção. O momento agora é de pensar exaustivamente em opções táticas que não se prendam exclusivamente á presença de Neymar em campo. Embora ele e Jesus devam estar bem fisicamente até a Copa, a parada forçada de ambos pode trazer alguns resquícios lá na frente.

O momento ainda é muito bom, mas os episódios recentes levantam uma preocupação genuína, por trazer impactos justamente à dupla que carregou o protagonismo nas Eliminatórias."

URUGUAI (campeão de 1930 e 1950) - GRUPO A

Apesar de contar com o artilheiro Edinson Cavani, o Uruguai joga as suas fichas principalmente em Luis Suárez
Suárez é um dos trunfos na busca do tri do Uruguai (ERNESTO BENAVIDES / AFP)

TIME-BASE: Muslera; Martín Cáceres, Godín, Giménez e Alvaro Pereira; Vecino, Torreira, Nandez e Cristian Rodriguez; Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabarez

EM ALTA - A dupla Suárez e Cavani é a esperança de gols da equipe celeste. Mas também há nomes como Cristian "Cebolla" Rodríguez, Godín e Muslera.

PROBLEMAS - Destaque nas Eliminatórias, Valverde caiu de rendimento e chega como incógnita. Torreira pede passagem para ser dupla com Vecino no meio. Além disto, embora a equipe seja intensa e saiba impor seu ritmo, a Celeste tem dificuldades para garantir a posse de bola.

PRÓXIMOS JOGOS

23/03 - República Tcheca - Nanning (CHN)
27/03 - China ou País de Gales - Nanning (CHN)

COM A PALAVRA

'Geração sólida, que passa pelos pés de Suárez e Cavani'

JORGE SEÑORANS 
Repórter de 'El Observador' 

"Esta geração do Uruguai vem forte para o Mundial. Bem armada, sólida, a Celeste será incômoda, difícil para ser batida como em raras vezes na história das Copas. Além de a defesa ter nomes como Godín e Maxi Pereira, o meio conta com Nandez e Cristian "Cebolla" Rodríguez como trunfos.

No entanto, o peso de jogo do Uruguai passa pelos pés de Suárez e Cavani. Poucos se dão ao luxo de contar com uma dupla que está com tamanho faro de gol, e a expectativa é de que mantenham este nível na Rússia."

ESPANHA (campeão de 2010) - GRUPO B

Isco - Espanha x Itália
Isco é uma das novidades da safra da Fúria (Foto: Pierre-Philippe Marcou / AFP)

TIME-BASE: De Gea; Carvajal, Sergio Ramos, Piqué e Jordi Alba; Sergio Busquets, Koke, David Silva e Iniesta; Isco e Asensio. Técnico: Julen Lopetegui

EM ALTA - Além do goleiro De Gea, a equipe vê veteranos como Busquets, Piqué e Iniesta ainda em alto nível, ao lado de jovens como Isco e Asensio em ascensão.

PROBLEMAS - Embora Diego Costa tenha voltado a atuar bem no Atlético de Madrid, sua presença no Mundial é incerta. 

PRÓXIMOS JOGOS

23/03 - Alemanha - Dusseldorf (ALE)
27/03 - Argentina - Estádio Wanda Metropolitano (ESP) 
03/06 - Suíça - Madrid (ESP)
​09/06 - Tunísia - Estádio Kranosdar (RUS)

COM A PALAVRA

'Mescla de jovens em ascensão com veteranos de qualidade'

FERNANDO KALLÁS
Editor do AS

"A Espanha encontrou uma harmonia desde que Julen Lopetegui, treinador não muito conhecido na grande mídia, assumiu o comando do time. O fato do treinador ter trabalhado nas categorias de base com esta geração contribuiu muito para a Fúria ascender.

A safra de Isco, Asensio e Saúl, vem atuando fez uma mescla com veteranos de qualidade, como Busquets, Sergio Ramos e Piqué. E, para completar, a Espanha tem De Gea, que provavelmente é o melhor goleiro em atividade no mundo. Com este grupo, a Fúria só não é mais favorita que Brasil, França e Alemanha."

FRANÇA (campeã em 1998) - GRUPO C 

Paul Pogba - França - 2013
Pogba vai para mais uma Copa do Mundo (Reprodução)

TIME-BASE - Lloris; Sidibé, Varane, Umtiti e Lucas Digne;  Tolisso, Pogba e Varane; Griezmann. Giroud (Coman) e Mbappé. Técnico: Didier Deschamps

EM ALTA - Prestes a disputar sua segunda Copa do Mundo, Pogba é considerado o "jogador-chave" da equipe de Deschamps. Nomes como Varane e Mbappé são outros atletas de destaque. No ataque, Griezmann reencontrou-se com seu poderio ofensivo e chega com forte expectativa.

PROBLEMAS - Boa parte do elenco não tem experiência em Copas do Mundo. O fato de não serem "cascudos" pode pesar em um torneio tão equilibrado.

PRÓXIMOS JOGOS

23/03 - Colômbia - Saint-Denis (FRA)
27/03 - Rússia - São Petersburgo (RUS)
28/05 - Irlanda - Stade de France (FRA)

COM A PALAVRA

'Safra forte, que vem para lutar pelas primeiras colocações'

BERTRAND BLAIS
Repórter do 'L'Équipe'

"Não há dúvidas de que a França chega muito confiante para a Copa do Mundo. Após virarem a página no "caso Benzema", Les Bleus vão para a Rússia com uma geração muito boa, com Pogba, Mbappé e um Griezmann que voltou a jogar bem. Além disto, Didier Deschamps dá muita força para Giroud destacar seu bom futebol. A expectativa é de a França brigar pelas primeiras colocações."

ARGENTINA (campeã em 1978 e 1986) - GRUPO D

Messi - Argentina
Messi: a grande força da Argentina para a Copa (Foto: Juan Mabromata / AFP)

TIME-BASE: Sergio Romero; Mercado, Otamendi e Mascherano; Salvio, Biglia, Enzo Pérez e Acuña; Di María, Messi e Dybala (Aguero). Técnico: Jorge Sampaoli

EM ALTA - Camisa 10 e esperança dos argentinos, Messi chega em alta e tenta honrar as expectativas. Além disto, nomes como Di María e Lautaro Martínez são trunfos para o ataque. Otamendi surge como força em meio á instabilidade defensiva.

PROBLEMAS - A equipe ainda não tem uma formação definida. Jorge Sampaoli varia bastante. Outra indefinição é a lateral esquerda.

COM A PALAVRA 

'Presença de Messi torna Argentina favorita'

GERMÁN GARCÍA GROVA
Repórter da TyC Sports

"Mesmo estando em momento turbulento, a Argentina se torna favorita, claramente, por contar com Messi. Mais uma vez, o camisa 10 é a grande esperança para a albiceleste voltar a ser campeã mundial.

Entre os jogadores importantes, ainda contamos com nomes como Sergio Romero e a firmeza que Di María, que faz boas tabelas com Messi. Porém, as variações de Jorge Sampaoli tornam a equipe uma incógnita."

ALEMANHA (campeã em 1954, 1974, 1990 e 2014) - GRUPO F

Herói do tetra da Alemanha, Götze beija o troféu da Copa do Mundo de 2014, no Maracanã
Götze é um dos remanescentes de 2014 (AFP)

TIME-BASE: Neuer (Ter Stegen); Kimmich, Boateng, Hummels e Plattenhardt; Rudy, Toni Kroos, Gundogan e Draxler; Mario Götze e Thomas Müller. Técnico: Joachim Löw

EM ALTA - Além de remanescentes do tetracampeonato mundial, como Kroos, Müller e Boateng seguirem na equipe, os alemães contam com nomes promissores como Kimmich e um Mario Götze no auge.

PROBLEMAS - Um dos heróis do título de 2014, Neuer lidou com lesões e não se sabe se estará 100% nesta edição. Embora haja goleiros de qualidade na seleção, a expectativa é que Neuer volte à sua forma.

PRÓXIMOS JOGOS 

23/03 - Espanha - Dusseldorf (ALE) 
27/03 - Brasil - Estádio Olímpico de Berlim (ALE)
02/06 - Áustria - Klagenfurt (AUT)
08/06 - Arábia Saudita - Leverkusen (ALE)

COM A PALAVRA

'Franca favorita, com remanescentes do tetra e jogadores em alta'

VON KAI SCHILLER
Repórter do Hamburger Abendblatt (Alemanha)

"Novamente, a Alemanha surge como franca favorita ao título do Mundial.  Além de manter parte da base tetracampeã, Joachim Löw conta agora com um bom ponta-de-lança (que era uma carência em competições anteriores): Timo Werner, promissor jogador do Leipzig. 

Além disto, os alemães contam com jogadores fabulosos em todos os setores. Embora possam estar mais lentos na defesa, Hummels e Boateng têm qualidade, e contam com a força de Kimmich. O defensor pode compensar a ausência de Lahm.

No meio, Toni Kroos novamente é o distribuidor de jogadas, e conta no setor ofensivo com nomes como Draxler, Müller, Götze... Os torcedores de todo o mundo pode esperar uma Alemanha muito forte." 

INGLATERRA (campeã de 1966) - GRUPO G

Harry Kane - Inglaterra x Eslovênia
Kane é esperança dos ingleses (Foto: Adrian Dennis / AFP)

TIME-BASE: Hart; Walker, Stones, Cahill e Bertrand; Henderson, Dier e Dele Alli; Rashford, Harry Kane e Sterling. Técnico: Gareth Southgate

EM ALTA 
- Os ingleses têm confiança na força de Hart, e em nomes como Harry Kane e Sterling.

PROBLEMAS- Mesmo confiante em uma evolução, o treinador considera a Inglaterra uma seleção limitada e sem craques. Não há muitas expectativas no país sobre buscar título.

COM A PALAVRA 

'Título? Inglaterra tem é de pensar a longo prazo!'

TIM VICKERY 
Correspondente da BBC no Brasil

"Desde o fracasso na Copa de 2010, a expectativa por título mundial vem passando longe dos ingleses. A impressão é de que falta à Inglaterra um trabalho a longo prazo, sem tempo de empolgar os torcedores. Reflexo de uma Premier League que esgota os jogadores, e passa a falsa impressão de ser competitiva.

Recentemente, a esperança recai sobre Harry Kane, visto como melhor centroavante do mundo. Mas ainda é pouco. A Inglaterra tem de arregaçar as mangas, e pensar em uma equipe para o futuro." 

PALPITÃO

Taça da Copa do Mundo de 2018
Os favoritos na corrida pelo título (Reprodução/Site FIFA

O LANCE! ainda abriu espaço para jornalistas da redação e de todos os cantos que foram campeões do mundo para dar seus palpites sobre quem levará a taça em 2018. Veja abaixo quem está bem na lista de favoritos! 

BRASIL
Fabio Chiorino - blogueiro do LANCE!
Bertrand Blais - repórter do L'Équipe (FRA)
Germán García Grova - repórter do TyC Sports (ARG)
Jorge Señorans* - repórter de El Observador (URU)

FRANÇA 
Fernando Kallás - editor do AS (ESP)
Tim Vickery - correspondente do BBC Brasil (ING)

ALEMANHA
Jorge Señorans* - repórter do El Observador (URU)
Von Kai Schiller - repórter do Hamburger Abendblatt (ALE)

ARGENTINA
Jorge Señorans* - repórter de El Observador (URU)

ESPANHA
Eduardo Tironi - colunista do LANCE!

PORTUGAL
João Carlos Assumpção - blogueiro do LANCE!

*Votou em mais de uma seleção